FURUTA, PAULO

(Hokkaido, Japão, 21/8/1932 +Jundiaí, 15/1/2021) – Fotógrafo. Veio com a família para o Brasil em 1934, fixando-se, inicialmente em São Paulo, e depois, em Londrina-PR, onde, com pouco mais de dez anos, teve o seu primeiro contato com a fotografia, tornando-se aprendiz de laboratorista. Com 25 anos, mudou-se para Jundiaí, onde iniciou sua carreira no fotojornalismo, fazendo trabalhos para a revista Sirene, especializada em assuntos policiais. Também nessa época, prestou serviços a uma revista de rádio e tevê da capital, cobrindo shows e entrevistas com artistas famosos. Em 1959, foi contratado pelo Diário de Jundiaí, onde trabalhou durante 13 anos e viveu o momento mais dramático da sua carreira, ao ser detido e conduzido ao Departamento de Ordem Política e Social (DOPS, órgão de repressão criado pelo regime militar), em razão de reportagem realizada quando da perseguição do líder guerrilheiro Carlos Lamarca na região de Itatiba. Também no Diário, durante anos, acompanhou os colunistas Renato Nalini e Chãins Duarte na cobertura de eventos sociais. Após a extinção do Diário, permaneceu cerca de um ano no Jornal de Jundiaí, do qual se transferiu para o Jornal da Cidade, onde se aposentou no início dos anos 1990, realizando reportagens comerciais.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de abril de ...
1930 Nascia em Jundiaí o ator Olivo Tubini.
1933 Nascia em Jundiaí a escritora e farmacêutica Aída Radanovic.
1951 Nascia em Jundiaí o pintor Apolônio Camacho Bizerra.
1960 Nascia em Jundiaí o pintor Paulo Roberto Luchetti.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO