ANÍSIO, JOÃO

Porteiro, cartazista e roteirista de cinema. Trabalhou cerca de 40 anos nos antigos cinemas da cidade, fazendo as vezes de porteiro e cartazista. Nesta função, reproduzia, em grandes cartolinas, as cenas de maior impacto dos filmes que estavam sendo lançados. Era o cartazismo, em sua época, arte de grande prestígio, dada a carência de meios mecânicos para a produção de peças publicitárias destinadas à promoção dos espetáculos. Mas, a experiência e o gosto pela arte cinematográfica o levou também a se tornar o roteirista do primeiro faroeste filmado na América do Sul: O Cavaleiro da Serra. Feito em 1939, com direção de Lourival Miranda Duarte – na época, empregado da Companhia Paulista e, à noite, lanterninha do Cine Ideal –, O Cavaleiro da Serra teve como responsáveis pela sua realização os fotógrafos João Janczur e Luiz Carlos Chaves, mais os atores Orlando Barbosa, Euclides Barbosa, Lauro Zandona, Isabel Barbosa e Pompeu Perdiz, todos jundiaienses. Devido a problemas com a censura (era época da ditadura Vargas), o filme só pode estrear em 28 de março de 1941. A procura pelos ingressos foi tão grande que congestionou toda a região próxima do Cine Theatro Polytheama, onde ele foi exibido. Depois de ser visto pelos jundiaienses, o filme foi passado em outras cidades, inclusive no Rio Grande do Sul, para onde foi levado por Euclides Barbosa – o principal protagonista –, que acabou ficando, em definitivo, com sua única cópia. João Anísio, além de escrever a história, também foi o narrador do filme, no qual teve participação, ainda, como ator, embora em papel secundário. João Anísio figurou na película como um dos bandidos da quadrilha chefiada por Jim (personagem de Pompeu Perdiz), que é vencida por Jack Cavaleiro (personagem de Euclides Barbosa), após muitas lutas e tiros. Depois do argumento desse filme, João Anísio escreveu outros dois, sendo que um deles, intitulado Onde é o Fim da Amizade, chegou a ter sua filmagem iniciada, porém, acabou se perdendo, em razão do naufrágio do navio em que era levado para o Rio de Janeiro, para a análise da Censura. O outro, chamado Trilha da Vingança, ficou no papel, ainda escrito a lápis.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 17 de julho de ...
1892 Nascia em Castel Viscardo, Itália, o músico Odorico Stefani.
1918 Nascia em Jundiaí o ator e comediante Gentil Bervert.
1929 Nascia em Jundiaí o advogado, poeta e cantor João Lopes de Camargo.
1988 Falecia em Jundiaí, aos 59 anos, o músico e desenhista autodidata Leonardo Scarpim (Nardinho).
1996 Falecia em Jundiaí, aos 89 anos, o odontólogo e músico Isaac da Silva Bellini.
1997 Falecia em Jundiaí o cantor, compositor e cineasta Moacyr de Almeida Ramos.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO