TÂMEGA, ANTONIO LEONEL

Lelo Tâmega em apresentação no Festival de Cordas

(Campos-RJ, 7/7/1917 +Jundiaí, 29/6/1977) – Músico. Lelo Tâmega – ou Lelo do Violão, como também foi conhecido – teve seu primeiro contato com o violão, ainda menino, aprendendo sozinho a tocar o instrumento. Tornou-se exímio solista, influenciado principalmente pelo amigo Antonio de Barros Leite, que foi parceiro do afamado Canhoto. Sua primeira apresentação pública deu-se no antigo serviço de alto-falantes de Jundiaí, tocando ao lado do violonista Mário Mazzola, com o qual viria compor, mais tarde, o famoso Regional E-6, animando os programas de auditório da Rádio Difusora Jundiaiense. Em 1949, a convite de Vital Gurgel, Lelo Tâmega participou das comemorações do 3º aniversário da Rádio Difusora Jundiaiense e 56º aniversário do jornal A Folha, apresentando-se em festival artístico realizado no salão nobre do Gabinete de Leitura Ruy Barbosa. Apresentou-se, também, por várias vezes, no programa Festival de Cordas, que era levado ao ar pela Rádio Difusora Jundiaiense, e no Clube Jundiaiense tomou parte no espetáculo de King e sua Caravana da Alegria. Em setembro de 1952, quando foi criado o Conservatório Municipal Dramático e Musical de Presidente Prudente-SP, o músico jundiaiense foi contratado pela Prefeitura daquela cidade para o cargo de assistente da cadeira de Violão. Seis anos depois, por uma nova portaria do prefeito de Presidente Prudente, foi ele designado para o cargo de diretor, no qual permaneceu até se aposentar. Paralelamente à atividade docente, Lelo deu em Prudente inúmeras audições de solo, sempre elogiadas pelo público, por seus alunos e pela imprensa. De volta a Jundiaí, passou a dar aulas particulares. Como compositor, criou dezenas de chorinhos e também algumas valsas, como a intitulada Idamarte, que dedicou a três funcionárias do Conservatório Municipal Dramático e Musical de Presidente Prudente.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 17 de julho de ...
1892 Nascia em Castel Viscardo, Itália, o músico Odorico Stefani.
1918 Nascia em Jundiaí o ator e comediante Gentil Bervert.
1929 Nascia em Jundiaí o advogado, poeta e cantor João Lopes de Camargo.
1988 Falecia em Jundiaí, aos 59 anos, o músico e desenhista autodidata Leonardo Scarpim (Nardinho).
1996 Falecia em Jundiaí, aos 89 anos, o odontólogo e músico Isaac da Silva Bellini.
1997 Falecia em Jundiaí o cantor, compositor e cineasta Moacyr de Almeida Ramos.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO