RAMOS, MOACYR DE ALMEIDA

Cena de O Cavaleiro da Serra, um dos filmes dirigidos por Moacyr Ramos

Cantor, compositor e cineasta. Ingressou, em 1945, no Conservatório Musical de Jundiaí, onde, durante seis anos, estudou canto clássico com o professor Sílvio Bueno Teixeira, da cidade de Campinas-SP. Fez carreira como tenor se prolongou até meados da década de 70, com apresentações tanto em Jundiaí como em Campinas, Santa Bárbara D’Oeste, Rio Claro, São Carlos, Jaú, Bauru e outras cidades do interior paulista. No Cine Theatro Polytheama, onde cantou durante toda a década de 50, teve oportunidade de contracenar com a famosa soprano portenha Elsa Marval, chamada, na época, de “Rouxinol das Américas”. Também, nesse período, conquistou, em Campinas, Medalha de Prata na 2ª Semana de Carlos Gomes, no Teatro Municipal daquela cidade. Participou, ainda, por diversas vezes, de programas radiofônicos, se apresentando ao vivo na Rádio Difusora Jundiaiense, na Educadora de Campinas, Educadora de Limeira, Nacional do Rio de Janeiro, bem como no antigo Canal 5, da capital paulista. Em 1952, fez uma turnê pelo Uruguai e Argentina, cantando desde fados portugueses a canções francesas, italianas, espanholas e brasileiras. Ao longo dos 30 anos que se dedicou ao canto, Moacyr Ramos compôs cerca de 85 músicas e teve dois discos gravados. Sua atuação artística na cidade se estendeu, também, ao cinema, área em que produziu, dirigiu e estrelou três filmes: O Cavaleiro Intrépido (1955), onde interpretou um delegado de polícia empenhado na captura de uma quadrilha de ladrões de gado; Terra Sem Justiça (1956), no papel de um fazendeiro que vinga a morte do pai, eliminando os seus assassinos e, por fim, é morto pela polícia, junto com a namorada; e A Lei dos Fortes (1957), em que faz um fazendeiro medroso que se torna valente quando é forçado pelos bandidos a ocupar o cargo de delegado. Chegou a iniciar, ainda, um quarto filme, que se chamaria Unidos Até a Morte, o qual não conseguiu finalizar. Moacyr Ramos desenvolveu essas atividades artísticas paralelamente ao seu trabalho como dentista e professor.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 24 de abril de ...
1875 Nascia em Petrópolis-RJ o músico Eduardo Tomanik.  
1929 Nascia em Jundiaí o cantor Durval de Brito Salles.
1957 Nascia em Jundiaí o violeiro e violonista Lázaro Purgato, conhecido como Corvo Branco ou Corvo Campeiro.
1959 Nascia em Itatiba-SP a pintora Elisabeth Fontana Suzan.
1971 Nascia em Jundiaí Débora Emi Mitsunaga, a primeira brasileira descendente de japoneses a ser eleita Miss Nikkey Internacional.
1976 Nascia em Campinas-SP o músico Christian Ricardo Guerreira dos Reis.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO