PELLICCIARI, ANTONIO FRANCISCO PASCHOAL

Toninho Pellicciari ao piano, em 1953, no Mil e Uma Noites. Os outros músicos dessa foto são: Alvarito (violão), Geraldo Calasans (contrabaixo), Islan Júnior (maracas), Durval Campos (bateria), Décio Pradela (bongô) e Henrique Augusto (crooner).

(Jundiaí, 1936 +Caraguatatuba-SP, 10/6/2000) – Pianista, maestro e arranjador. Toninho Pellicciari, como foi bastante conhecido, fez seus estudos de música na Pontifícia Universidade Católica de Campinas, onde se formou no início da década de 50. Nessa época, já atuava como pianista na Rádio Difusora Jundiaiense, acompanhando os cantores que lá se apresentavam. Ainda em 1950, tornou-se integrante do Jazz City Swing, e em 1952, foi para a TV Tupi, como o primeiro músico contratado pela emissora. Também nessa década, formou o seu primeiro conjunto musical, com o qual passou a se apresentar nas principais casas noturnas de São Paulo e também gravou um LP pela MGL. Ao longo de sua carreira, Toninho Pellicciari acompanhou, ao piano, vários cantores de renome internacional, como o norte-americano Billy Ekstine, o chileno Lucho Gatica e os brasileiros Vicente Celestino, Dalva de Oliveira, Orlando Silva, Maysa, Jair Rodrigues e Elis Regina, entre outros. Teve presença marcante, também, em programas de destaque no rádio e na TV brasileira, como Um Piano Dentro da Noite, dirigido por Fábbio Perez, e o Corte Real Show, comandado por Agnaldo Rayol, na antiga TV Tupi. Foi, além disto, professor de muitos pianistas que se tornaram famosos, como Eliane Elias, que atua em Nova Iorque. Depois de aposentar-se, no início da década de 80, Toninho Pellicciari trocou a capital por Caraguatatuba, onde formou o seu primeiro coral, denominado Vocal Som do Mar. Composto por 16 vozes, o grupo ensaiava em sua própria casa, na Vila de Capricórnio. Dele tomavam parte, entre outros, Tereza Magalhães, Bira Ferreira, Ilde Francisconi e Ercília Britti, fazendo apresentações tanto em Caraguá como nas demais cidades da Baixada Santista. Mais tarde, a convite do professor Ângelo Fonseca Nogueira, formou o Coral Módulo, mantendo-se por um ano na sua regência. Foi também professor de teclado em Caraguá. Antonio Paschoal Pellicciari foi sepultado no Cemitério Nossa Senhora do Desterro, em Jundiaí.

Com Fábbio Perez no programa Um Piano Dentro da Noite
Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de junho de ...
1966 Nascia em Montevidéu-Uruguai a coreógrafa Lis Michele Garcia Alaniz Lopes.
2008 Falecia em Jundiaí, aos 63 anos, a pianista e bailarina Teresa Cristina Sciamarelli.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO