LIMA, CLÉBER DE CARVALHO

(Pereira Barreto-SP, 29/12/1975) – Ator, autor e diretor teatral. Criou e dirige, desde 1995, o grupo teatral Dramaturgindo, sediado em Campo Limpo Paulista. Seu primeiro contato com o teatro aconteceu em junho de 1992, ao frequentar a oficina teatral ministrada por Rogério Martins, em Campo Limpo Paulista. Após quatro meses de curso, em outubro desse mesmo ano, estreou na peça A História de São Francisco de Assis, dirigida por Rogério. De fevereiro a setembro de 1993 e de março a julho de 1994, esteve novamente sob a direção de Rogério Martins, frequentando sua oficina e integrando o grupo ArTeatral. A partir de junho de 1995, intensificou suas atividades na área teatral, participando dos seguintes eventos: 1995 – fundação e direção do grupo teatral Dramaturgindo (Campo Limpo Paulista); Curso Intensivo de Teatro, com Flávia Pucci, no Espaço Voz e Consciência (Jundiaí); Workshop Teatro de Butto, com Flávia Pucci, no Espaço Voz e Consciência (Jundiaí); direção do espetáculo Irmão Sol, apresentado em bairros de Campo Limpo Paulista; Curso Montagem de Teatro, com Maria Chiesa, no Spaço Seu (São Paulo); criação e direção da I Tarde Teatral Dramaturgindo (Campo Limpo Paulista); atuação no monólogo Prá Você, apresentado na I Tarde Teatral Dramaturgindo (Campo Limpo Paulista); 1996 – administração de aulas de Interpretação/Improvisação/I.I.T.T., durante sete meses, na Oficina Teatral Ar-Cênico (Campo Limpo Paulista); direção do grupo Ar-Cênico (Campo Limpo Paulista); direção e atuação no espetáculo O Chefe, classificado em 2º lugar no I Festival de Diálogos do Teatro-Escola Cláudio Melo (Jundiaí); temporada de quatro dias no Teatro Escola Cláudio Melo, com a peça O Chefe – administração de aulas, durante seis meses, no Curso de Formação de Atores do Teatro-Escola Cláudio Melo (Jundiaí); direção do espetáculo Do you Wanna Dance Show, para o grupo teatral Ágora Fórum (Campo Limpo Paulista); performance na abertura do carnaval de rua de Jundiaí; atuação no espetáculo A Queda para o Alto, sob a direção de Cláudio Melo (Jundiaí); atuação no monólogo Blasfemo, apresentado no Teatro-Escola Cláudio Melo (Jundiaí); atuação e direção na performance Clowdrilha, apresentada na festa Atrás da Moita, em Jundiaí, e na Festa Julhina do Clube de Campo de Várzea Paulista; atuação em performance sobre programa de limpeza na indústria Plascar (Jundiaí); atuação em performance sobre segurança na indústria Lord (Jundiaí); atuação no espetáculo O Jardim do Diabo (Jundiaí); participação no grupo Mise en Scene (Jundiaí); direção do Grupo Teatral Dramaturgindo; produção e direção do espetáculo Virgem Pobreza; atuação no Grupo Teatral Ágora Fórum; 1997 – atuação no Grupo Teatral Ágora Fórum; aulas de Interpretação e Improvisação Teatral em oficina livre, em Campo Limpo Paulista; atuação na Cia. Campolimpense de Teatro; atuação na peça Do You Wanna Dance Show, apresentada pelo grupo Ágora Fórum (Campo Limpo Paulista); atuação na peça O Pastelão e a Torta, montada pela Cia. Campolimpense de Teatro; participação no I Festival de Teatro de Santa Bárbara d’Oeste-SP, com o espetáculo O Pastelão e a Torta; participação nas atividades da Cia. Campolimpense de Teatro; apresentação do monólogo Blasfemo no Teatro Municipal Ayrton Senna (Campo Limpo Paulista); direção e produção de performance com modelos, no 2º Concurso Garota Comerciária de Jundiaí; 1998 – trabalho de estudo de texto e pesquisa com a obra Antígona, de Sófocles, na Cia. Campolimpense de Teatro; direção e produção do espetáculo Dias Difíceis Dentro da Dor do Desencontro para o grupo teatral Escreveu, não Leu, o Palco é Meu, em Jundiaí (trabalho interrompido devido à dissolução do grupo); atuação na peça A Queda Para o Alto na Cia. Campolimpense de Teatro; direção e produção de performance com modelos no 1º Encontro de Estilistas e Costureiras de Jundiaí; direção e produção de performance com modelos no Concurso Miss Cabeleireiro de Jundiaí; direção do espetáculo teatral O Chefe; performance teatral na indústria Plascar, unidades I e II de Jundiaí e unidade de Varginha-MG. De janeiro a junho de 1999, Cléber Lima realizou curso profissional de teatro na Recriarte, em São Paulo, onde também aprendeu a interpretar comerciais, e, paralelamente, ministrou aulas de iniciação teatral na oficina cultural da Estação Juventude, em Campo Limpo Paulista. De julho a dezembro atuou em performances para a empresa Coral, na Madeirense e na Conibra, em São Paulo; dirigiu e atuou no espetáculo As Novas Comédias da Vida Privada, de Luís Fernando Veríssimo; dirigiu performances teatrais sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e para a abertura dos Jogos Escolares de Campo Limpo Paulista; trabalhou na produção do desfile de moda do Concurso Garota Comerciária de Jundiaí; dirigiu o espetáculo A Queda Para o Alto, para a oficina de teatro Dionisius I, da Estação Juventude, e fez a direção cênica do musical Presépio ao Vivo, em Campo Limpo. Desde o início de 2000 ministra aulas de Interpretação na Oficina de Iniciação Teatral Dramaturgindo. O grupo sob sua direção conquistou, em 2001, o Prêmio Estímulo Carlos Miranda, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo com a peça A Lira dos Vinte Anos.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 21 de abril de ...
1937 Nascia em Jundiaí o cantor Jurandir Edgard Casellato.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO