JANHO-ABUMRAD, EDUARDO

Cantor lírico. Nascido em São Paulo e criado em Jundiaí, Eduardo Abumrad diplomou-se em canto no Conservatório Modelo, nesta cidade, sob a orientação de Tiana Amarante. Posteriormente, foi aluno de Hermínia Russo. Tem larga atuação como solista lírico do repertório vocal-sinfônico e camerístico. Venceu, em 1973, o concurso de Canto Carlos Gomes, em Campinas. No mesmo ano cantou Lucia de Lammermoor, sob regência de Armando Belardi. Dentre suas apresentações destacam-se a Missa Diligite, de Camargo Guarnieri (regência do autor, em 1977), e a Nona Sinfonia, de Beethoven, sob regência de Isaac Karabtchevsky, em 1978. Em 1979, depois de estrear na Europa com Werther, em Bruxelas, gravou em Madrid um recital com músicas de autores brasileiros. Em 1986 atuou no Il Guarany e em Lo Schiavo, de Antonio Carlos Gomes, na comemoração do sesquicentenário do nascimento do compositor brasileiro, sendo regido, respectivamente, por Benito Juarez e David Machado. Cantou, em São Paulo, a Paixão Segundo São Matheus, de Bach, sob regência de Eleazar de Carvalho. Em 1999, estreou Ferrando, em Il Trovatore, de Verdi, e Commendatore, em Don Giovanni, de Mozart, sob regência de Jamil Maluf, e Basílio, em Il Barbiere di Siviglia, de Rossini, sob regência de Flávio Florence, e em 2001 estreou Réquiem, de Verdi, sob regência de Tullio Colacioppo, no Teatro Municipal de São Paulo. Gravou Nourabad, nos Pescadores de Pérolas, de Bizet, pelo selo Nuova Era. Em agosto de 2003, apresentou-se na Vesperal Lírica Don Giovani, no Teatro Municipal de São Paulo, interpretando o personagem da ópera de Mozart, acompanhado por Caio Ferraz ao piano. Também nesse mês, participando do Festival de Ópera do Teatro da Paz, em Belém do Pará, interpretou Sarastro, em A Flauta Mágica, de Mozart, com direção cênica de Cleber Papa e direção musical e regência de Flávio Florence. Em setembro de 2003, deu recital, em duo com João Moreira Reis, no Espaço Cultural FINEP, no Rio de Janeiro, dentro das comemorações em homenagem a Francisco Mignone. Nessa oportunidade, além das canções Quando Uma Flor Desabrocha, Cantiga de Ninar, El Clavelito en Tus Lindos Cabellos, Nana, Cantiga, Dona Janaína e Canto de Negros, cantou composições de Strauss, Carlos Gomes e Falla.

Eduardo Abumrad, em Il Guarany, de Carlos Gomes (1986)
Como Sarastro, em A Flauta Mágica, de Mozart, em Belém (PA)
Atuação em Paixão Segundo São Matheus, de Bach, em São Paulo
Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de julho de ...
1885 Nascia em Penta, distrito de Salermo, Itália, Domingos Bisogni, fundador da Associação dos Alfaiates de Jundiaí.
1934 Nascia em Itatiba-SP a pintora e ceramista Helena Garcia.
1947 Nascia em Jundiaí o músico Antonio Marques (Toninho Marques).
1967 Falecia em Jundiaí, aos 42 anos, o diretor teatral Irineu Tromboni.
1981 Falecia em Pindamonhangaba-SP, o artista circense, humorista de rádio e cineasta Amácio Mazzaropi.
1982 Falecia em Jundiaí o pintor Orlando Rômulo Paschoal, participante do I Salão Jundiaiense de Belas Artes.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO