IGREJA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

Localizou-se esta igreja, primeiramente, no lugar onde está hoje a Praça XV de Novembro, tendo ali sido erguida pelos imigrantes italianos, que a inauguraram em 12 de novembro de 1899. Tratava-se de um templo com uma única torre, que funcionava na condição de Curato, ou seja, como uma capela que contava com um padre mais ou menos estável, subordinada à então Matriz de Nossa Senhora do Desterro. Quem cuidou deste Curato até janeiro de 1951 foi o Pe. Montano Catanzaro. A partir dessa data, ela foi entregue, pelo Arcebispo de São Paulo, aos cuidados da Congregação dos Padres Missionários de São Carlos, a qual delegou ao Pe. Hermes (ou Hermenegildo) Amianti a missão de pastorear os fiéis do bairro da Colônia. Em 28 de janeiro de 1951, foi o Pe. Hermes nomeado Curado e em 18 de setembro de 1952 tornou-se o primeiro Vigário da então recém-criada Paróquia do Sagrado Coração de Jesus. Em 26 de agosto de 1955 foi enviado à Cúria Metropolitana de São Paulo um requerimento solicitando licença para a construção de uma nova igreja-matriz, em ponto mais central e acessível, tendo em vista, também, o fato de a antiga igreja ter se tornado pequena com o crescimento da população do bairro da Colônia. Em 4 de dezembro de 1955 foi lançada a primeira pedra com a bênção do Cardeal Arcebispo de São Paulo, D. Carlos Carmelo de Vasconcellos Motta, e as presenças do Prefeito de São Paulo, Lino de Mattos, e do então presidente da Assembleia Legislativa do Estado, André Franco Montoro, e de outras autoridades. Em 24 de fevereiro de 1957 houve a festa da cobertura da nova Matriz, erguida junto à Rua Humberto Primo, sendo o construtor responsável o Sr. Felix Ferrari. Esteve presente D. Paulo Rollim Loureiro, Bispo Auxiliar de São Paulo. Em 24 de dezembro de 1957, às 23 horas, foi transladado o S.S. Sacramento da velha para a nova igreja, juntamente com a imagem do Sagrado Coração de Jesus, com a participação de todas as irmandades da Paróquia, e à meia-noite foi celebrada pelo vigário Pe. Hermes Amianti a primeira Missa do Galo na nova Matriz. Ao lado desta também foi construída a nova Casa Paroquial. A velha igreja foi fechada em estado precário. A torre ameaçava desabar, oferecendo perigo para quem passasse por perto. Além disto, o seu interior passou a sofrer a invasão de desconhecidos, que dela começaram a levar até portas e janelas. Diante de tal situação, o terceiro vigário da Colônia, Pe. Albino Vico, achou por bem demolir o que restava do antigo templo. A igreja inaugurada em 1957, por sua vez, cumpriu o seu papel até 2004, quando também foi demolida, cedendo lugar à matriz atual, com outro estilo arquitetônico. 

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de abril de ...
1930 Nascia em Jundiaí o ator Olivo Tubini.
1933 Nascia em Jundiaí a escritora e farmacêutica Aída Radanovic.
1951 Nascia em Jundiaí o pintor Apolônio Camacho Bizerra.
1960 Nascia em Jundiaí o pintor Paulo Roberto Luchetti.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO