GRAGNANI, RODOLFO

(Jundiaí, 31/8/1971) – Cantor. Nome artístico: Rudy. A comoção provocada pela morte de Elvis Presley, em 16 de agosto de 1977, inspirou o surgimento, em Jundiaí, desse sósia do ídolo pop dos anos 1950/70. No Brasil, na Sessão da Tarde (TV Globo) passavam reprises dos filmes de Elvis, Adriana, sua irmã, com 11 anos, chorava toda vez que Elvis aparecia na tela dizendo: “…como alguém tão bonito poderia ter morrido!”. Isso chamava muito a atenção de Rodolfo, então com seis anos. “Quem é esse cantor que faz minha irmã chorar tanto?”. Quando viu, gostou muito de Elvis também, e daí passou a colecionar seus discos e revistas. Tendo como sua primeira influência musical as músicas de Elvis, começou a conhecer o rock’n’roll. Fez logo um topete e passou a vestir-se “a la Elvis” e era a atração nas festinhas de aniversário, dublando as músicas de seu ídolo. Foi assim, brincando, que Rodolfo Gragnani desenvolveu o gosto pela música e pelo palco. Aos 12 anos decidiu aprender violão, servindo-se de algumas revistas musicais. Aos 15 anos dividia sua atenção com escola, música e basquete. Foi quando decidiu fazer aulas de canto com o maestro Mário Luiz Borin, que era tenor do Teatro Municipal de São Paulo. Através de suas aulas descobriu que tinha um grande potencial vocal a ser lapidado. Já havia formado sua própria banda e ensaiavam horas a fio, músicas de Elvis, Jerry Lee Lewis, Roy Orbison, Roberto Carlos, Raul Seixas e outros. Nessa altura, Rodolfo resolveu adotar um nome artístico, optando por Rudy, por corresponder à forma abreviada de “Rudolf” (equivalente ao seu próprio nome em inglês), por ser de mais fácil assimilação. A primeira oportunidade de mostrar seu trabalho com a banda foi na Feira da Amizade de 1987, em cuja organização se encontrava o seu pai, como presidente da barraca dos motoqueiros. Ali ocorreram seus primeiros shows. A partir desse evento começaram a lhe chegar convites para se apresentar em outros eventos, como Festas da Uva, Festas do Morango e inaugurações, bem como em shoppings situados nesta região. Já com alguma experiência, Rudy inscreveu sua banda no festival de música intercolegial Festivalda e, dentre as cerca de 3.500 bandas inscritas, ficou entre as cinco primeiras. Como prêmio, ganhou uma apresentação na casa de espetáculos Palace (atual Direct TV Music Hall) em São Paulo. O primeiro convite para se apresentar na TV foi da produção do programa Mulheres, comandado por Yone Borges e Claudete Troiano, na TV Gazeta. Dado o seu sucesso junto aos telespectadores, acabou sendo convidado a voltar mais três vezes ao programa no mesmo ano. Através desses programa, Rudy recebeu convite da Orquestra Scala Music para se apresentar nos principais bufês, clubes, hotéis e casas de shows em São Paulo. Em um desses shows, conheceu Daniel Abravanel, sobrinho de Silvio Santos, que o convidou para realizarem juntos o projeto Baú da Felicidade Show Cultural. Eram shows realizados no interior paulista com a finalidade de divulgar artistas em suas próprias regiões. O projeto acabou lhe rendendo seguidas aparições em programas do SBT e, em seguida, um convite da TVE-Jundiaí para apresentar um programa próprio, chamado Rudy & Cia, e também convite da direção da Telha Norte, para comandar a programação do Espaço Cultural de sua loja em Jundiaí. Em 2002, o jovem cantor que se tornou conhecido como o Élvis Presley Jundiaiense foi contratado para apresentar o seu show na casa noturna Town, no Porto das Galinhas, em Recife (PE), e na ocasião teve o seu trabalho  divulgado por várias rádios e TVs de Pernambuco. Atualmente, além de se apresentar em clubes, hotéis, formaturas, casamentos, inaugurações, casas noturnas, convenções empresariais, festas temáticas e bailes, Rudy tem viajado por todo o Brasil, buscando divulgar o seu trabalho, já gravado em CDs, onde constam as canções: Volume 1 – Cadilac Story; Suspicius Minds; Pretty Woman; Always on my mind; Teddy Bear Don’t Be Cruel (Medley); Love me Tender; Blue Suede Shoes; That’s All Right; Have You Ever Seen The Rain?; I Can’t Stop Loving You; My Way; Vem ficar comigo amor (faixa bônus); Volume 2 – A Little Less Conversation; Long Black Limousine; Cindy, Cindy; Steamroller Blues; If You Love Me (Let Me Know); You’ve Lost That Lovin’ Feelin’; Great Balls Of Fire; Amazing Grace; Release Me; Pledging My Love; Burning Love; Uma andorinha só (faixa bônus).  Locais onde se apresentou: Hilton Hotel ; pub Charles Edward (São Paulo); Summer Ville Resort (Recife), Baú da Felicidade; Ecco Music; Kia Motores, Carrefour (Jundiaí).

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de junho de ...
1966 Nascia em Montevidéu-Uruguai a coreógrafa Lis Michele Garcia Alaniz Lopes.
2008 Falecia em Jundiaí, aos 63 anos, a pianista e bailarina Teresa Cristina Sciamarelli.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO