CUNHA, MATEUS MACHADO DA

(Itatiba-SP) – Poeta e romancista. Filho de Luzia e José Machado da Cunha, Mateus Machado começou a escrever na adolescência, fazendo leituras de poetas pré-simbolistas e simbolistas franceses como Baudelaire, Rimbaud e Verlaine, expoentes do romantismo inglês como Blake e Byron e poetas norte-americanos da geração beat como Kenovac e Ginsberg. Recebeu influências, também, de escritores como Dostoievski, Maiakovisk, James Joyce, Jorge Luís Borges, Lêdo Ivo e Arnaldo Antunes e de músicos como Lon Reed, Nick Cave, James Douglas, Cartola e outros. Em 1994, participou da antologia Poetizando e em 1997 e 1998, das antologias Encontros I e Encontros II, publicadas em Itatiba-SP. Em 1997 tornou-se sócio-fundador da Associação dos Escritores, Poetas e Trovadores de Itatiba (AEPTI), da qual foi diretor cultural até 1998. Também em 1997, participou do evento A Pintura e a Poesia Como Ponto de Fuga, organizado pelo artista plástico Matateu, com quatro poemas visuais. Em fevereiro de 2005 lançou o livro intitulado Origami de Metal.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 14 de junho de ...
1898 Falecia em Jundiaí, aos 56 anos, Antonio Damásio Santos, o primeiro jundiaiense nato a administrar a cidade com o título de intendente.
1912 Nascia em Jundiaí o pintor Arthêmio Matiazzo.
1924 Nascia em Milão, Itália, o fotógrafo Lívio Tagliacarne.
1928 Nascia no Rio de Janeiro a poetisa Hilda Santos da Silva.
1936 Nascia em Jundiaí o professor e engenheiro naval Dayr Schiozer.
1965 Nascia em Jundiaí a pintora Isabel Cristina Baptistella Araújo.
1986 Falecia em Jundiaí, aos 94 anos, a professora e poetisa Maria de Toledo Pontes.
2003 Falecia em Jundiaí, aos 73 anos, o artista plástico Issis Martins Roda.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO