CUNHA, AQUILINO

(Jundiaí, +8/3/1971) – Músico. Fez parte dos Chorões do Japy, desde o surgimento desse grupo na cidade, em 1919, até o seu desaparecimento, nos anos 60. Além de exímio violonista, Aquilino tocava clarineta e fazia composições, sempre adicionando novos choros, valsas, sambas e sambas-canções ao repertório do grupo. Em novembro de 1940, formou com Mário Mazzola, Miguel Mazzola, Benoit Certain, José Oliveira (Zé Pandeiro) e Eduardo Archimor o Regional Ideal, com o qual esteve no programa Diário de São Paulo, da Rádio Tupi, onde foram apresentadas várias das suas composições, destacando-se, entre elas, o samba Linda Flor Que Morreu (interpretado por Eduardo Archimor), a valsa Agda (por Benoit Certain) e os choros Jundiaí à Tarde e Rádio Tupi. Posteriormente, este segundo choro,  recebeu arranjo do pianista e maestro Sílvio Mazzuca, para ser executado pela Orquestra Século XX, responsável pela animação dos programas de auditório, como uma espécie de vinheta da emissora paulista. Do talento de Aquilino ao violão, tantas vezes apreciado nos encontros dos Chorões, guardam-se, até hoje, alguns registros em fitas cassete, cuja reprodução em CD foi providenciada pela Literarte, em parceria com o músico e produtor Roberto de Sanctis. O último destes registros data de 31/12/1970, quando, já gravemente enfermo, Aquilino recebeu a visita dos amigos Diogo Lucena, Riachão, Fábio, Baiano e Bira, que o animaram a levantar-se, sentar em uma cadeira, tomar o violão e acompanhar-se em duas de suas canções.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 21 de abril de ...
1937 Nascia em Jundiaí o cantor Jurandir Edgard Casellato.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO