CARBONARI, FRANCISCO JOSÉ

(Jundiaí, 1º/7/1951) – Educador e articulista sobre assuntos relacionados com a educação, o meio ambiente e o planejamento urbano. Licenciado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Nossa Senhora Medianeira (São Paulo, 1975) e Mestre em Filosofia e História pela Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (1984), Francisco José Carbonari lecionou Filosofia e História em estabelecimentos de ensino médio de Jundiaí e de São Paulo, e exerceu também, em vários deles, o cargo de diretor. Passando ao magistério de nível superior, lecionou Filosofia e Filosofia da Educação nas Faculdades de Psicologia e Pedagogia, da Fundação Padre Anchieta de Ensino, e de 1988 a 1999 foi diretor da Faculdade de Educação, mantida pela mesma instituição. Foi, ainda, coordenador geral dos Vestibulares Unificados das Faculdades Padre Anchieta, no período de 1986 a 1999. Em 2001, passou a exercer o cargo de Assessor Especial da Direção das Faculdades Politécnica de Jundiaí, onde leciona Ciências Humanas e Sociais nos Cursos de Engenharia. Nomeado suplente do Conselho Estadual de Educação em 1995 e, no ano seguinte, empossado como conselheiro titular, Francisco Carbonari exerceu, sucessivamente, nesse órgão, os cargos de presidente da Comissão de Planejamento (1996/97), presidente da Câmara de Ensino Fundamental (1997/99) e presidente da Comissão de Legislação e Normas (1999/2000). Em 29 de outubro de 2001, foi guindado ao cargo de presidente do próprio Conselho. Na condição de conselheiro do C.E.E., atua, desde 1998, como membro do Conselho Gestor do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério do Estado de São Paulo – FUNDEF; membro da Comissão de Acompanhamento de Sistemas Municipais do Conselho Estadual de Educação e membro do Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta – Rádio e TV Cultura. Paralelamente às atividades na área educacional, Francisco Carbonari tem tido destacada atuação na esfera política do município de Jundiaí. Eleito vereador em 1983, apresentou, ao longo do seu mandato, diversos projetos de lei relacionados com a cultura e o ensino. Em 1986, criou e implantou o Arquivo Histórico da Câmara Municipal; de 1986 a 1988, respondeu pelo Arquivo Permanente; e no biênio 1987/88, presidiu a Comissão de Educação do Poder Legislativo. Em 1993, foi chamado para compor o primeiro escalão do Poder Executivo, como titular da Secretaria de Governo do Gabinete do Prefeito. Em 1997, foi nomeado Secretário Municipal de Planejamento e Meio Ambiente, posto para o qual teve a sua nomeação renovada em 2001 e 2005. Nesse período, fez publicar os livros da série Cadernos de Planejamento e Memórias, tratando da história e do desenvolvimento urbanístico de Jundiaí. Além da introdução e apresentação feitas para esses livros, Francisco Carbonari tem artigos publicados no Jornal da Cidade e no Jornal de Jundiaí, versando sobre Educação, Cidadania, Meio Ambiente e Planejamento Urbano. Em janeiro de 2002 colaborou no suplemento Cidadania Começa na Escola, publicado pelo Diário Oficial do Estado.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de junho de ...
1966 Nascia em Montevidéu-Uruguai a coreógrafa Lis Michele Garcia Alaniz Lopes.
2008 Falecia em Jundiaí, aos 63 anos, a pianista e bailarina Teresa Cristina Sciamarelli.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO