CANIATO, HILÁRIO

(São Paulo, 1907 +Jundiaí, 18/1/1998) – Líder rural e historiador do bairro do Traviú. Terceiro dos sete filhos de José Caniato e Ana Tieppo, Hilário Caniato foi para o trabalho bastante cedo, antes mesmo de concluir o curso primário iniciado no grupo escolar do bairro da Penha. Ao mesmo tempo em que ajudava a família em um comércio de secos e molhados – e depois, em uma leiteria e um café –, Hilário buscou aprender o italiano, o francês e o inglês e, com o conhecimento dessas línguas, aos 19 anos partiu para o Rio de Janeiro a procura de novos horizontes. Na capital carioca, estabeleceu-se  com uma casa de carimbos e gravações, e depois, exerceu as funções de almoxarife na Sociedade Anônima de Viagens Internacionais. Foi por essa época que ele começou a frequentar Jundiaí, vindo a um sítio adquirido por sua família, no bairro do Corrupira. Em 1935, depois de casar-se com a jundiaiense Rosa Carbonari, mudou-se definitivamente para esta cidade, onde, três anos depois, em sociedade com seu cunhado Luiz Carbonari, adquiriu no bairro do Poste uma gleba de terras com mais de vinte mil alqueires, destinando-a ao cultivo de videiras. Tornou-se, a partir daí, um incansável ativista na defesa dos interesses dos viticultores, vindo a fundar, em 1945, a Sociedade Civil dos Vitivinicultores da Região, em torno da qual reuniu viticultores dos bairros do Traviú, Poste, Bom Jardim, Engordadouro, Corrupira, Toca e Roseira, para terem uma representação junto às autoridades locais e do Estado. Manteve-se à frente dessa entidade – depois transformada na Associação Agrícola de Jundiaí, – durante 45 anos, ajudando, através dela, a organizar as primeiras Festas da Uva e do Morango. Também exerceu o cargo de vereador, na primeira legislatura da Câmara Municipal (1948 a 1951) e foi, até o final de sua vida, o principal porta-voz dos moradores do Traviú, cuja história deixou gravada em um opúsculo publicado no centenário da sua fundação e também na peça de teatro Os Vinhateiros, que foi encenada pelo grupo do bairro, nessa mesma ocasião.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 17 de julho de ...
1892 Nascia em Castel Viscardo, Itália, o músico Odorico Stefani.
1918 Nascia em Jundiaí o ator e comediante Gentil Bervert.
1929 Nascia em Jundiaí o advogado, poeta e cantor João Lopes de Camargo.
1988 Falecia em Jundiaí, aos 59 anos, o músico e desenhista autodidata Leonardo Scarpim (Nardinho).
1996 Falecia em Jundiaí, aos 89 anos, o odontólogo e músico Isaac da Silva Bellini.
1997 Falecia em Jundiaí o cantor, compositor e cineasta Moacyr de Almeida Ramos.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO