ANDREATI, MAURO FERNANDO

(Jundiaí, 1/5/1960) – Pintor e restaurador autodidata. Assina: Andreati. A pintura publicitária, como meio de sobrevivência, e a reprodução de retratos, paisagens e cavalos, como forma de exercitar as suas técnicas, marcaram o início da carreira de Mauro Fernando Andreati, hoje reconhecido como um dos mais importantes restauradores de obras sacras do Estado de São Paulo. O estilo acadêmico, desenvolvido e apurado com o estudo dos grandes mestres da pintura, predominou em suas telas do final dos anos 1970 a 1984, quando produziu grandes painéis inspirados em temas épicos, daí passando ao surrealismo – fase que ficou marcada por histórica exposição realizada no Espaço Cultural Literarte, em 1985. O interesse pela pintura sacra veio logo a seguir, quando foi convidado para pintar um painel de grandes dimensões na clausura da Casa do Cursilho, em Campo Limpo Paulista. Desde essa época, Andreati vem se dedicando à pintura e ao restauro de obras sacras, trabalhando em igrejas como a Matriz de São Sebastião, em Louveira-SP, as de Bom Jesus e de Nossa Senhora de Fátima, em Jordanésia (Cajamar-SP), o Santuário de Pirapora do Bom Jesus e a Catedral de Nossa Senhora do Desterro, em Jundiaí. onde permaneceu em atividade de dezembro de 1991 a setembro de 1994, recuperando as pinturas feitas por Arnaldo Mecozzi na década de 1920. Também restaurou as pinturas das Igrejas de Nossa Senhora Aparecida, em Moema, e de São Judas, no Jabaquara, São Paulo; Igreja de Bom Jesus e várias capelas de Itu-SP, incluindo a Capela do Santíssimo, da Matriz de Nossa Senhora da Candelária, e a capela da Escola Anglo, dedicada a Nossa Senhora do Carmo. Em 1995 Andreati deu início ao restauro das pinturas da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito, em Jundiaí, e em 2004 iniciou o mesmo trabalho nas Igrejas de Nossa Senhora Aparecida e de Santo Inocêncio, em Tomazina (PR).

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de junho de ...
1966 Nascia em Montevidéu-Uruguai a coreógrafa Lis Michele Garcia Alaniz Lopes.
2008 Falecia em Jundiaí, aos 63 anos, a pianista e bailarina Teresa Cristina Sciamarelli.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO