ZÉ ROBERTO E DANIEL

Dupla sertaneja formada em 1981, por José Roberto Bernardo e seu sobrinho Daniel Pereira de Araújo, com o objetivo de participar do V Festival Jundiaiense de Música Sertaneja. Classificada em segundo lugar com a composição Morena de Jundiaí, a dupla decidiu seguir em frente, e inscreveu-se nos festivais da Rádio Record e da Rádio Globo (Festival Arizona), vindo a obter, neste, a terceira colocação nas semifinais de São Paulo. Em 1982, Zé Roberto e Daniel lançaram o seu primeiro LP (Regresso) pela gravadora Chororó e, a partir daí, passaram a se apresentar em toda região, indo também ao programa Viola, Minha Viola da TV Cultura, onde foram muito elogiados por Tonico e Tinoco. Em 1984 surgiu o seu segundo LP (Gandaia), lançado pela gravadora Líder, com composições de José Fortuna, Alcino Alves, Taguay e outros. Destacaram-se, nesta gravação, com a música Lapidar de Diamantes, de Arley H. Barbin, que foi bastante executada nas rádios de Jundiaí e região e também lhes rendeu apresentações no Programa do Bolinha e no Rincão Brasileiro (TV Bandeirantes), no Canta Viola (TV Record) e no Som da Terra (SBT). Em 1987, gravaram um terceiro LP (Lapidar de Diamantes), pela Brasidisc, de Mário Zan, com composições de Manoelito Nunes, Adilson Campos, Clemente Manoel, Joel Marques, Eunice Barbosa e outros. Entretanto, para que este disco pudesse chegar às lojas, a dupla teve que mudar de nome, passando a chamar-se Amon e Amurati, posto que, na mesma época, havia surgido a dupla João Paulo e Daniel – o que trouxe preocupações para a gravadora quanto a possíveis complicações decorrentes da similaridade dos nomes. Mesmo fazendo forte campanha pelo rádio, televisão e shows, para a divulgação desse LP, o novo nome não foi assimilado pela mídia e pelos fãs. Daí, então, a dupla resolveu deixar de lado os discos e dedicar-se exclusivamente a shows, bailes, casas noturnas, festas de peão de boiadeiro e outros eventos do gênero, criando um grupo chamado Banda Rural e, depois, a Banda Capital, com um repertório que vai do sertanejo ao samba, MPB, bolero e música internacional. Principais apresentações: Grêmio C.P. (Jundiaí); Uirapuru Country Club (Jundiaí); Garitão Danças (S. Paulo); Clube de Regatas Campineiro (Campinas-SP); Clube Semanal de Cultura Artística (Campinas-SP); Colégio Porto Seguro (São Paulo); Hípica de Campinas; Festa da Uva de Vinhedo; Festa da Uva de Jundiaí; Festa do Figo de Valinhos-SP; Clube de Campo de Sorocaba-SP; Casablanca (Catanduva-SP); Festa do Peão de Boiadeiro de Cotia-SP; Festa do Peão de Boiadeiro de Souzas-SP; Clube Jundiaiense; Fonte Santa Tereza (Valinhos-SP); Fonte São Paulo (Campinas-SP); Clube 1º de Outubro (Monte Alegre-SP); Clube Nove de Julho (Indaiatuba-SP); Caravana da Rádio Laser (Campinas-SP); Caravana Petrobrás (S. Paulo); Bailes do Cowboy (Santa Bárbara d’Oeste-SP), Extrema (MG); Camanducaia (MG) etc.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 24 de abril de ...
1875 Nascia em Petrópolis-RJ o músico Eduardo Tomanik.  
1929 Nascia em Jundiaí o cantor Durval de Brito Salles.
1957 Nascia em Jundiaí o violeiro e violonista Lázaro Purgato, conhecido como Corvo Branco ou Corvo Campeiro.
1959 Nascia em Itatiba-SP a pintora Elisabeth Fontana Suzan.
1971 Nascia em Jundiaí Débora Emi Mitsunaga, a primeira brasileira descendente de japoneses a ser eleita Miss Nikkey Internacional.
1976 Nascia em Campinas-SP o músico Christian Ricardo Guerreira dos Reis.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO