VOTTA JR., ALFREDO

(Botucatu, 11/8/1980, filho de Alfredo Votta e Nádia Maria de Alcântara Lopes) – Músico e poeta. Reside em Jundiaí desde 1981. Votta Jr. fez sua iniciação musical aos sete anos, estudando com a própria mãe, e aos oito, tornou-se aluno da professora Nayr Effenberger Guelli, daí passando a se aprofundar na teoria e na técnica pianística. Também, na mesma época, o jovem músico passou a dedicar-se à poesia, vindo ter o seu primeiro poema – feito em homenagem ao Dia do Professor – publicado pelo Jornal de Jundiaí. Revelados, assim, os seus dotes artísticos, passou a integrar a Academia Infantil de Letras e Artes de Jundiaí, por indicação da professora Mercedes Cruañes Rinaldi. Ainda como aluno, apresentou-se ao piano, por diversas vezes, em audições realizadas na Sala Glória Rocha e na Sala Jahyr Accioly (Museu Histórico e Cultural de Jundiaí) e, em três oportunidades, participou de recitais na Sala Francisco Mignone, no Conservatório Musical Campinas. Em 1990, já estudando composição com o maestro Mikhail Malt, participou, pela primeira vez, do Programa Jovens Instrumentistas. Retornou a esse concurso nos anos de 1992 e 1994 como participante e em 1997 como homenageado. Também nesse período, tomou parte no Concurso Sul-Americano de Piano de Barra Bonita (1992); no 5º Concurso de Piano ArtLivre, de São Paulo (1992), no qual foi um dos finalistas; e no 1º Festival Musical Estudantil de Jundiaí (1995), no qual foi considerado o melhor intérprete de música brasileira. Em 1997, após três anos de estudos sob orientação da professora Nayr E. Guelli, deu o seu primeiro recital-solo no Museu Histórico e Cultural de Jundiaí, e diplomou-se em piano pelo Instituto Musical e Cultural Dr. Gomes Cardim. Desde 1998, Votta Jr. faz aperfeiçoamento com a professora Nayr Guelli, com quem, por diversas vezes, se apresentou tocando a dois pianos – como em 1998, no Jockey Club de Campinas, em evento promovido pela Associação Brasileira de Artistas Líricos, e, em 1999, a quatro mãos, em recital de compositores franceses, no Museu Histórico e Cultural de Jundiaí. Em 2001, apresentou-se no teatro Polytheama, com os músicos Alberto Ribeiro, Tadeu Moraes Tafarello e Dantas Neves Rampin, no concerto Indiferenças. Em 2002, integrando o Grupo Sirius, participou do concerto Versões e Diversões de Jundiahy, apresentado na Sala Jahyr Accioly. Votta Jr. continua fazendo parte da Academia Infantil de Letras e Artes, agora, na categoria Juvenil. É autor do livro Restos de uma Caneta, publicado artesanalmente pela AILA em 1992 e reimpresso pela Editora Araguaia, sob o título Sombras de Uma Caneta. Em 1999, Alfredo Votta Jr. foi citado no Dicionário Jundiaiense de Literatura, de Celso de Paula.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 21 de abril de ...
1937 Nascia em Jundiaí o cantor Jurandir Edgard Casellato.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO