SOUZA, FERNANDO RAMOS DE

Santo Antonio da Platina-PR, 3/12/1950 – Artista plástico. Ramos de Souza passou a morar em Jundiaí em 1956 e no início dos anos 70 fez parte do grupo de artistas que começou a realizar exposições no Clube Beneficente e Recreativo 28 de Setembro. Em 1974, tornou-se um dos fundadores da Associação dos Artistas Plásticos de Jundiaí, entidade na qual chegou a ocupar cargos na diretoria, ministrou cursos de desenho e xilogravura e ajudou a organizar diversas mostras coletivas e todos os salões de arte. Ainda nesse ano, tomou parte no II Encontro de Arte promovido pelo TER, expondo ao lado de artistas como Edson Fagundes de Castro, Elizabeth Cristina de Oliveira, Raul Zomignani (África), Fernanda Milani e Issis Martins Roda. Em 1978, venceu o I Concurso Municipal de Artes Plásticas, que teve como tema a Ponte Torta, com um trabalho executado nas técnicas do desenho e da xilogravura. Em 1979, fez a sua primeira mostra individual na Imagem Oficina de Fotografias, na qual apresentou 25 pinturas realizadas com têmperas, representando violões, panelas, peixes e rostos femininos. Foi quando o jornalista Carlos Roberto de Almeida Motta escreveu sobre ele: “Desenhista desde há muito tempo, ele soube ir desenvolvendo com persistência o seu trabalho, ao mesmo tempo em que procurava tomar conhecimento de outras formas expressivas, como a pintura e gravura, mais recentemente. Algumas vezes, poucas, é bom que se diga, resolveu mostrar o resultado ao público e aceitou deixar-se julgar pela crítica, participando de alguns salões. Mais importante do que isso foi o seu próprio julgamento, que o levou a fazer esta exposição individual. E aí, nesta sua decisão, teve de ter muita coragem, pois se assim não fosse, certamente teria optado pelo óbvio, ou seja, esperar não ser confundido com todas as grandes nulidades que estão frutificando por aqui. (…) Possuindo uma sólida formação como desenhista, Fernando Ramos de Souza naturalmente não despreza a linha como um dos mais fortes componentes de sua recente pintura, algumas vezes chegando, até mesmo, a traçá-la com o pincel. Seu desenho é vigoroso, expressivo, nervoso, até mesmo rude, mas nunca dá a impressão de algo feito às pressas, sem uma elaboração mental prevendo o resultado.” Em setembro de 1980, voltou a expor na Imagem, dividindo espaço com Issis Martins Roda. Já em meados dos anos 80, o artista passou a coordenar a produção dos cartões de Natal do Lar Anália Franco e, desde então, mantém-se afastado das mostras e exposições convencionais, para dedicar-se à pintura mediúnica com fins caritativos.

Em setembro de 1980, Ramos de Souza dividiu espaço com Issis Martins Roda na Imagem Oficina de Fotografias.
Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 24 de abril de ...
1875 Nascia em Petrópolis-RJ o músico Eduardo Tomanik.  
1929 Nascia em Jundiaí o cantor Durval de Brito Salles.
1957 Nascia em Jundiaí o violeiro e violonista Lázaro Purgato, conhecido como Corvo Branco ou Corvo Campeiro.
1959 Nascia em Itatiba-SP a pintora Elisabeth Fontana Suzan.
1971 Nascia em Jundiaí Débora Emi Mitsunaga, a primeira brasileira descendente de japoneses a ser eleita Miss Nikkey Internacional.
1976 Nascia em Campinas-SP o músico Christian Ricardo Guerreira dos Reis.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO