SCHOLA CANTORUM

O Schola Cantorum em festividade no Bairro do Bonfim (década de 1950): Atrás: Hilário de Queiroz Mathias, Jorge Murari, Ciro Camargo, João Róveri, Duvílio Caleffo, Estevão Róveri, Padre Arthur Ricci, Madeira da Fonseca, Ovídio Zambon, Iracema de Oliveira, Anita Carderelli, Ondina Pires, Henriqueta Zambon, Raquel Carderelli, Aparecida de Almeida, Clorinda Zambon e Inês de Souza. Na frente: Alcindo de Mattos, Euclides da Cunha, Túlio Alexandre, Sérgio Sacarazato e Vitória Zambon.

SCHOLA CANTORUM – Coral dos mais tradicionais da cidade, vinculado à Catedral Nossa Senhora do Desterro. Participa com frequência, de concertos e outros eventos culturais, dentro e fora do município de Jundiaí. Seu repertório abrange tanto música sacra como os gêneros clássico, folclórico, lírico e popular. Desde sua formação, várias figuras de grande expressão dirigiram o grupo, a começar pelo maestro Francisco Napoleão Maia, que o organizou e regeu no final do século passado e nele permaneceu cantando até o final de sua vida. Raquel Carderelli foi sua organista de 1946 a 1954, quando dele fizeram parte musicistas como Haydée Dumangin Mojola e Albertina Fortarel. Depois de Raquel Carderelli, foram seus organistas: Maria Izabel de Toledo Penteado, Durval Fornari, Elvira Biancardi e Antenor M. de Arruda Camargo, que responde atualmente por essa função. Foram seus regentes, nas últimas décadas: Olivo Gozzo, Clorinda Zambon e o maestro Mário Luiz Borin, este na ativa há mais de vinte anos. Entre as apresentações de destaque, fora de Jundiaí, figura a realizada no Centro de Convivência Cultural de Campinas, em 1997, por ocasião do espetáculo anual da Associação Brasileira Carlos Gomes de Artistas Líricos. Em 2000, o Schola Cantorum abrilhantou a solenidade de lançamento do selo comemorativo aos 100 anos de fundação do Grêmio C. P. e em 2001, participou da gravação de CD em homenagem a Carlos Gomes. Repertório: músicas sacras, trechos de óperas e música brasileira regional e folclórica. Componentes em 2002: Sopranos: Cacilda Tafarello Mietto, Idalina Ferro de Vito, Maria Becatte, Maria Madalena de Faria, Esperança Rodrigues de Paula, Neide Caudálio, Palmira H. da Cunha, Elvira Biancardi, Clodines R.L. Montanher e Eden Barbosa; Contraltos: Nair Maltoni Zanini, Agar Vergínia Tafarello Fiorini, Itália Orlando, Maria Inês de C. Macedo, Djanira S. Arruda, Tereza C. Stefani, Tereza B. Checchini, Neusa Richter de Melo Comandulli, Mercedes Mojola Martini e Maria Aparecida C. da Silva; Tenores: Antonio Carlos Guedes, Francisco de Assis Castaldo, Aristides Nunes, Oswaldo Nalin, Miguel Haijar e Édison A. Cassoni; Baixos: José Alberguini, Antonio Cegate, Alcides Nunes, Bernardino Ferreira de Araújo e Valdecir Campanatti.

Apresentação no Teatro Polytheama no início dos anos 2000
Duvílio Caleffo, Hilário de Queiroz, Carlos Machado, Antonio Franchi, Olivo Gozzo, Manoel de Queiroz Mathias, Euclides da Cunha, João Róveri e Adalberto Machado, componentes do Schola Cantorum, diante da Catedral N.S. do Desterro.
Apresentação do coro por ocasião do lançamento do carimbo filatélico comemorativo do centenário de fundação do Grêmio Recreativo CP.
Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de junho de ...
1966 Nascia em Montevidéu-Uruguai a coreógrafa Lis Michele Garcia Alaniz Lopes.
2008 Falecia em Jundiaí, aos 63 anos, a pianista e bailarina Teresa Cristina Sciamarelli.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO