RUBINATO, JOÃO

(Valinhos, 6/8/1910 +São Paulo, 23/11/1982) – Cantor, compositor e humorista. Nome artístico: Adoniran Barbosa. A ligação de Adoniran com Jundiaí remonta a uma época bastante anterior ao Samba do Arnesto, Saudosa Maloca, Trem das Onze e às tantas outras músicas que lhe deram fama e o imortalizaram como a maior expressão do samba paulista do século XX. Nascido em Valinhos, ainda menino João Rubinato mudou-se com a família para o distrito de Rocinha (atual Vinhedo), de onde vinha estudar na Escola da Argos e no Grupo Escolar Conde do Parnaíba. Aqui, entregava marmitas para ferroviários e também para o seu pai, que trabalhava na antiga Cia. Mecânica e Importadora de São Paulo. Também trabalhou como garçom na casa do historiador Pandiá Calógeras, prestou serviços como pintor e encanador em toda a região e, por bom tempo, frequentou as rodas boêmias e os saraus que na época eram realizados em muitas residências da cidade. Com 22 anos, foi para São Paulo, onde se empregou como vendedor de tecidos e começou a participar de programas de calouros, na tentativa de iniciar a carreira de artista. Foi nessa época que adotou o pseudônimo Adoniran Barbosa, emprestando o Adoniran do nome de seu melhor amigo, e o Barbosa, em homenagem ao cantor Luís Barbosa, que era o seu ídolo. Sua estreia como compositor aconteceu em 1934, com a marcha Dona Boa, feita em parceria com J. Aimberê, com a qual conquistou o primeiro lugar no concurso carnavalesco promovido pela Prefeitura de São Paulo. Em 1941, abriu frente para a carreira como humorista, atuando na antiga PRB-9 (Rádio Record). Durante cerca de dez anos, apresentou nessa emissora o programa Saudosa Maloca, caracterizando, com sua voz rouca, tipos populares como o impagável Charutinho (profissão: desempregado), Barbosinha, o Dr. Segundo Sombra, Penafina (o choufer do Paissandu), Zé Cunversa (o crioulo da Barra Funda que namorava as empregadas domésticas da rua com os ternos emprestados do seu patrão). A partir daí, o seu trabalho estendeu-se a diversas casas noturnas e, nelas, começaram a surgir as suas primeiras composições de sucesso, como Saudosa Maloca, que foi gravada em 1955 pelo conjunto Demônios da Garoa e lhe deu fama no Brasil todo. Em seguida vieram outras músicas, como Samba do Arnesto, Abrigo de Vagabundo, Iracema, Trem das Onze e, por fim, em 1980, Tiro ao Álvaro, que foi gravada pela cantora Elis Regina. Em seus mais de 40 anos de carreira artística, Adoniran gravou, com sua própria voz, apenas três LPs. Além de compositor e humorista de rádio, Adoniran foi ator de cinema e televisão. Fez papel de jagunço em O Cangaceiro (o cult de Lima Barreto na Vera Cruz); de pescador em Mulheres de Areia, na extinta TV Tupi. Sua vida e obra, destacando os tempos em que morou em Jundiaí, foram tema de pelo menos duas peças de teatro encenadas na cidade – a primeira delas, Barbosinha Futebó Crube, trazida à Sala Glória Rocha pelo grupo União e Olho Vivo em novembro de 1993, e a segunda, Não Fais Mal, Não Tem Portância (dos escritores Douglas Mondo e Arcanjo Terra), apresentada na sede de campo do Clube Jundiaiense em dezembro de 2002, com Jô Martin no papel do artista e na direção geral do espetáculo.

João Rubinato tornou-se nacionalmente conhecido como Adoniran Barbosa
Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 24 de abril de ...
1875 Nascia em Petrópolis-RJ o músico Eduardo Tomanik.  
1929 Nascia em Jundiaí o cantor Durval de Brito Salles.
1957 Nascia em Jundiaí o violeiro e violonista Lázaro Purgato, conhecido como Corvo Branco ou Corvo Campeiro.
1959 Nascia em Itatiba-SP a pintora Elisabeth Fontana Suzan.
1971 Nascia em Jundiaí Débora Emi Mitsunaga, a primeira brasileira descendente de japoneses a ser eleita Miss Nikkey Internacional.
1976 Nascia em Campinas-SP o músico Christian Ricardo Guerreira dos Reis.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO