ROMÃO, ANTONIO CLÁUDIO

(Jundiaí, 22/6/1965, filho de Benedito Cláudio Romão e Loredana Bianchi Romão) – Bailarino, cantor e ator. Nome artístico: Antonio Bianchi. Iniciou seus estudos de ballet em 1982, sob orientação de Eliana Brega e Rosane Ruotolo, na Escola La Ballerina, onde permaneceu até 1986. Participou de todas as montagens do Corpo de Baile La Ballerina, com destaque em Giselle, onde representou o principal personagem masculino (Albrecht), e, em 1992, no espetáculo A história que só o Brasil sabe contar, de Eliana Brega, como o lenhador, personagem central desse ballet. Em 1997, Bianchi participou do espetáculo Sobrevivência, também de Eliana, dançando Títere, personagem criada especialmente para ele. Além de bailarino, possui carreira artística como cantor e ator profissional, iniciada em l986, havendo trabalhado em diversos espetáculos internacionais, como Evita, Cabaret e Hair. Por sua versatilidade artística, teve oportunidade de atuar em grandes espetáculos teatrais no gênero musical dirigidos por Jorge Takla, Atílio Riccó, Abelardo Figueiredo e José Roberto Capraroli, entre outros, como também realizou trabalhos com os coreógrafos Vall Folly, Dinah Perry, Maísa Tempesta, Paulo Perez, Victor Navarro, Paula Castro, Ciro Barcellos, entre outros. Paralelamente ao trabalho no palco, desde 1991 Antonio Bianchi tem prestado serviços ao Hotel SPA Sete Voltas, como professor de dança, ensinando ritmos como axé, salsa, lambada, funk, pagode, e danças de salão, conciliando sua vida artística em São Paulo, com temporadas de férias, programando e organizando festas como Natal e Réveillon. Tecnicamente, teve contato com esportes, atividades físicas variadas, bem como aprendeu suas várias regras e normas. Como monitor de lazer, organizou festas e bailes, decoração, animação, e, acima de tudo, aprendeu a animar e integrar as pessoas umas com as outras, assim atingindo o objetivo profissional. Participações em espetáculos como ator, bailarino e cantor: 1986 – Evita, com direção de Victor Berbara, coreografia de Fernando Moya e participação de atores como Cláudia (Evita) e Elymar Santos (Che), entre outros (local: Palace); 1989 – Cabaret, com direção e produção de Jorge Takla, coreografia de Vall Folly/ Kika Sampaio (sapateado) e atores como Diogo Villela, Beth Goulart, Flávio de Souza, Mira Haar, Paulo Goulart Filho, Rubens Caribé (Teatro Procópio Ferreira); 1990 – Oh! Calcutá!, com direção de Kiko Jaez e coreografia de Dinah Perry (Teatro Imprensa); 1991 – Luz Del Fuego, com direção de Atílio Riccó e Henrique Martins e coreografia de Berardi e os atores Kristel Bianco e Hilton Have no elenco (Teatro Imprensa). Musicais infantis: 1992 – O Mágico de Oz (direção de José Roberto Capraroli e coreografia de Dinah Perry; Teatro das Nações e turnês pelo Brasil; personagem: Espantalho); 1993 – Robin Hood (direção de José Roberto Capraroli e coreografia de Maísa Tempesta; Teatro Paramount; personagem: Xerife de Nothingan); 1994 – Reino da Palhaçada (direção de José Roberto Capraroli e coreografia de Paulo Perez; Teatro das Nações, Teatro Paiol, Sala Glória Rocha e turnês pelo Brasil, pelo Projeto Escola; personagem: Zé Bolão/Palhaço); 1995 – Peter Pan (direção de José Roberto Capraroli e Paulo Perez e coreografia de Paulo Perez; Teatro Paramount; personagem: Capitão Gancho); 1996 – Alice no País das Maravilhas (direção de José Roberto Capraroli e Paulo Perez e coreografia de Paulo Perez; Teatro Paiol; personagens: Lebre Maluca, Irmãos Siameses e como coringa); 1998 – A Pequena Sereia (direção de José Roberto Capraroli e Paulo Perez e coreografia de Paulo Perez; Teatro Paiol; personagens: Netuno e como coringa). Pelo conjunto dos seus personagens em Irmãos Siameses, Bianchi recebeu indicação ao Prêmio Mambembe, como Melhor Ator Coadjuvante. Atuação em companhias de dança: 1987 – Jazz Brasil, sob direção de Maísa Tempesta; Cia. Paulista de Dança, sob direção de Paula Castro. Shows como bailarino: 1987 – Casa de Shows Palladium, sob direção de Abelardo Figueiredo (espetáculos: Meu Refrão Olé Olá, com Miéle e Rosemary; Dercy Gonçalves; Sampa Rio Samba, com Tony Ramos, Márcia e Vanusa).

A História Que Só o Brasil Sabe Contar.
Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 22 de abril de ...
1934 Nascia em Jundiaí a professora e musicista Janet Ferreira Prado.
1966 Nascia em Jundiaí a jornalista, advogada, professora universitária e escritora Kátia Raquel Bonilha Keller.
1970 Nascia em Ouro Verde-SP o ator Vanderlei Dias de Oliveira.  

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO