MUSEU HISTÓRICO E CULTURAL DE JUNDIAÍ

Solar do Barão: sede do Museu Histórico e Cultural de Jundiaí

Criada pela Lei nº 406, de 10 de junho de 1955, demorou cerca de dez anos até que efetivamente se implantasse em Jundiaí essa instituição de indiscutível importância para o resguardo da memória da cidade e a difusão de conhecimentos de caráter histórico, artístico e cultural entre as novas gerações. Foi em maio de 1964, no início da primeira gestão do prefeito Pedro Fávaro, que se tomou a primeira medida concreta objetivando-se a organização do museu local, com a nomeação do Padre Antonio Maria Stafuzza para essa tarefa. A partir de um projeto apresentado pelo historiador e museólogo carioca Arnaldo Machado, demonstrando como o museu poderia ser estruturado, Stafuzza partiu para o trabalho de campo, coletando materiais nas áreas de zoologia geral, entomologia, mineralogia, botânica, pinacoteca e história. Finalmente, em 28 de março de 1965, o Museu foi inaugurado no Parque Municipal Comendador Antonio Carbonari, com mostra de peças em taxidermia, minérios, selos, moedas, amostras de madeira etc., em armários especialmente confeccionados para essas coleções, e também realizou a primeira exposição da Pinacoteca do Estado. Durante a década de 70, o museu dividiu espaço com a Biblioteca Pública Municipal, primeiro, no antigo prédio do Centro de Saúde, na Praça dos Andradas; depois, na Rua Rangel Pestana, no prédio em que funcionou a Cooperativa dos Empregados da Cia. Paulista, onde esteve sediada a antiga Secet; e, por último, no Centro Jundiaiense de Cultura (antigo G. E. Siqueira Moraes), de onde saiu em 1982, quando ganhou o seu espaço definitivo no Solar do Barão de Jundiaí.

Poltronas, espelhos de cristal e retrato do Barão de Jundiaí
Poltronas, espelhos de cristal e retrato do Barão de Jundiaí
Lustre de bronze com pingentes de cristal
Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 24 de junho de ...
1905 Nascia em Jundiaí o ator Pompeu Perdiz.
1912 Nascia em Itatiba Luiz Latorre, empresário e ex-prefeito de Jundiaí.
1946 Entrava no ar a Rádio Difusora Jundiaiense.
1971 Nascia em Jundiaí a artista plástica Leila Alves Lopes.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO