MÔGOR, EUGÊNIO

(Budapeste-Hungria, 1903) – Pintor e escultor. Filho de um funcionário público, muito cedo Eugênio Môgor mostrou-se inclinado para as artes plásticas. Trabalhando na limpeza das ruas, que ficavam cobertas pela neve, e também como encanador, conseguiu, a duras penas, concluir seus estudos na Escola Superior de Belas Artes de Budapeste. Depois de servir o seu país durante a II Guerra e de viver alguns anos no sul da França – trabalhando como viticultor – em 1958 Môgor transferiu-se para o Brasil, vindo residir na Estância Figueira Branca, em Campo Limpo Paulista, então distrito de Jundiaí. Em pouco tempo, conquistou seus primeiros prêmios em exposições no Brasil, tais como os obtidos no Salão Paulista de Belas Artes de 1960 (Menção Honrosa, com a escultura Cabeça de Mulato), 1961 (Prêmio-aquisição de Pintura), 1967 (Medalhas de Bronze). Môgor expôs individualmente em Jundiaí, em 1966, mostrando suas pinturas a óleo, cerâmicas e pinturas em cerâmica estilo asteca, e em 1969 participou do I Encontro Jundiaiense de Artes, com um total de seis obras. O Museu Histórico e Cultural de Jundiaí possui em seu acervo o quadro Barcos à Noite, pintado por esse artista húngaro-brasileiro.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de abril de ...
1930 Nascia em Jundiaí o ator Olivo Tubini.
1933 Nascia em Jundiaí a escritora e farmacêutica Aída Radanovic.
1951 Nascia em Jundiaí o pintor Apolônio Camacho Bizerra.
1960 Nascia em Jundiaí o pintor Paulo Roberto Luchetti.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO