MENDES, FÁBIO RODRIGUES

(Espírito Santo do Pinhal-SP, 10/5/1924 +Jundiaí, 10/6/1998) – Professor, poeta e cronista literário. Fábio Mendes desempenhou as funções de professor em várias cidades paulistas, até fixar-se em Jundiaí, onde já chegou casado com a também professora e poetisa, Ermínia Serafim Mendes. Aqui, prosseguiu sua carreira no magistério, lecionando em diversos estabelecimentos, até, por fim, aposentar-se como diretor na E.E.P.G. Profª Benedita Arruda. Paralelamente ao ensino, sempre se dedicou à poesia e à crônica literária, publicando seus poemas, resenhando ou prefaciando livros e mantendo correspondência com poetas de todo o país. Fez parte das Academias Piracicabana, Pinhalense e Jundiaiense de Letras – tendo sido desta um dos fundadores. Seus trabalhos poéticos vieram constar de diversas antologias e publicações culturais do país, além de comporem um total de cinco livros próprios: A Planície (1ª ed., 1961; 2ª ed., 1967; 3ª ed., 1973); Painel e Palavra (1963); Trilema (1964); Aldeia do Esquecimento (1964); Os Convivas de Junho (1966) e Rio Recluso (1ª ed., 1969; 2ª ed., 1977). Participou de diversas antologias, tais como: Antologia Piracicabana (vol. 1, 1960); Coletânea Jundiaiense de Poesia (1964); Poetas da Cidade, vol. 1 (1970); Nova Antologia Brasileira da Árvore (1974); Antologia Poética de Jundiaí (1979). Foi incluído na série antológica italiana Poesia del Brasile d’Oggi (nº 3). Bastante respeitado no meio acadêmico, por sua postura moral e intelectual, Fábio Mendes foi um referencial para os novos escritores, que frequentemente o procuravam em busca de orientação, de uma apresentação ou de um prefácio para o lançamento do primeiro livro. Ao expressar seu sentimento pela perda do colega de lides literárias, afirmou Adelino Brandão, no Jornal de Jundiaí de 13 de junho de 1998: “Fábio Rodrigues Mendes, falecido dia 10 de junho, não era apenas um poeta, como dizia o necrológio. Mas um grande poeta. A meu ver, o maior dos poetas de Jundiaí, em nossa época. Tive oportunidade de dizer e afirmar, por escrito, ao lhe analisar textos poéticos, em colunas literárias publicadas na imprensa local. Moderno lírico, espiritualista, conciso, e de extrema precisão verbal. Um artista da palavra. Vivêssemos numa comunidade menos alienada em relação aos seus valores intelectuais, artísticos, literários, e a obra de Fábio Rodrigues Mendes seria presença obrigatória em todos os cursos, cursinhos e cursões, oficiais e particulares, nas faculdades e cursos de Letras, colégios e preparatórios aos vestibulares.”

Dois poemas de Fábio Mendes:

Ausência e Permanência

Perdida a forma

estarei na memória

De velhas cogitações

e buscas imponderáveis

De antigas sombras

e desejos celestes

onde o sol

não tem princípio

estarei

Vencida a morte

estarei na vida

onde

em renascimentos

surpreendentes

encontrarei novos caminhos

nos mundos intocados

nos mundos sutis

(9/7/1952)

Elegia para um Mestre-escola

De flores e verbos

nascerá o buquê

(E um longo roteiro

de memórias

e reverências.)

De sonhos e clarins

nascerá a lágrima

(E o heroico caminho

de bandeiras e jasmins.)

De gestos e números

restará o livro

(Perpétuo

na quietude do jardim.)

(21/9/1955)

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 24 de abril de ...
1875 Nascia em Petrópolis-RJ o músico Eduardo Tomanik.  
1929 Nascia em Jundiaí o cantor Durval de Brito Salles.
1957 Nascia em Jundiaí o violeiro e violonista Lázaro Purgato, conhecido como Corvo Branco ou Corvo Campeiro.
1959 Nascia em Itatiba-SP a pintora Elisabeth Fontana Suzan.
1971 Nascia em Jundiaí Débora Emi Mitsunaga, a primeira brasileira descendente de japoneses a ser eleita Miss Nikkey Internacional.
1976 Nascia em Campinas-SP o músico Christian Ricardo Guerreira dos Reis.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO