MAZZUIA, INNOCÊNCIO

Poeta, jornalista, historiador, filatelista, numismata, crítico teatral, músico e cineasta. Escreveu em quase todos os jornais de sua época, ora fazendo comentários sobre filmes, peças de teatro e audições musicais, ora traduzindo os resultados de suas pesquisas sobre a história da cidade, ora publicando os seus sonetos. Roteirizou vários espetáculos apresentados no Cine Theatro Polytheama e também escreveu peças para os grupos estudantis de teatro de sua época. Foi, também, o roteirista dos filmes Armas da Vingança e Crepúsculo de Ódios, rodados em Jundiaí na década de 1950. Afora essas atividades, Innocêncio Mazzuia lecionou violão particularmente e foi grande colecionador de selos e moedas. Obteve, em 1965, a terceira colocação na Exposição de Numismática Nove de Julho, promovida pelo Museu de Jundiaí. Deixou uma coletânea de sonetos inéditos e também muitos publicados, como os que seguem:

Maio

Maio! Mês das novenas, mês das flores!

Sempre te amei desde o primeiro dia…

Oh! Quisera viver dos teus favores,

Cantando brandamente a psalmodia!

Num campanário, alça-se em louvores

Um sino que badala a Ave Maria,

Nossa plangência cheia de langores

Num misto de tristeza e alegria

E sob as asas da esperança, feita

Por esse badalar que nos deleita

As profundezas de nossa alma até…

É que nós vemos como a vida é amena,

E a sentimos perpassar, serena,

Embalada por cânticos de fé!

(Publicado na Revista de Jundiaí, em maio de 1952)

Boêmio

Inteligente e bom, sensato e nobre,

Coração carinhoso, alma de artista,

Ele era bem um ser que se descobre

Qual rara joia a ofuscar a vista.

Vivia feliz, numa existência pobre,

Cheia de sonhos lindos em ametista.

As suas baladas eram como um dobre

De sinos anunciando uma conquista.

Nos bares, nos cafés, em toda a parte,

Mostrava seus pendores para a arte

Onde o estro fiel sempre o seguia,

Não levava ambição e nem dinheiro,

Contudo, era feliz o ano inteiro

Em sua vida de doida boemia.

(Publicado por Gastão Fortarel Barbosa, em 17/1/1960, na coluna literária que mantinha no jornal A Folha)

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 24 de maio de ...
1880 Nascia em Jundiaí o jornalista e escritor João Baptista Figueiredo.
1895 Nascia em Jundiaí o Desembargador Estevão José de Siqueira.
1915 Nascia em Jundiaí o barbeiro e político Auçônio Tozetto.
1915 Nascia em Jundiaí o jornalista, historiador e poeta Aldo Cipolato.
1915 Nascia em Jundiaí o professor Luiz de Carvalho.
1931 Nascia em Jundiaí o escritor jurídico Cid Pompeu Tomanik.
1960 Nascia em Jundiaí o poeta e publicitário Édison Silvestre.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO