MACEDO, JOÃO HORTA DE

(Casa Branca-SP, 2/2/1901 +Jundiaí) – Jornalista, poeta e prosador. Filho de Maria e Moysés Horta de Macedo. Lecionou Química na Escola Normal de Casa Branca, pela qual foi formado, e veio para Jundiaí em 1946, ao ser nomeado diretor do Colégio Estadual e Escola Normal (atual E.E. Bispo D. Gabriel Paulino Bueno Couto). Colaborou na imprensa durante mais de 60 anos, escrevendo sobre Literatura, Arte e Ciência. Publicou seus artigos e poemas na Folha da Manhã (São Paulo), nas revistas Nirvana e Fon-Fon (Rio de Janeiro), em A Folha, A Comarca, Diário de Jundiaí e Jornal de Jundiaí. Manteve no Diário, e depois no JJ, a coluna Encontro na Livraria. Também assinou uma coluna científica na Revista de Jundiaí. Nos anos 20, publicou os livros de poesias Casa da Sogra e Blusa Branca; em 1930, Bolhas, também de poesias; em 1950, O Visconde de Taunay e Casa Branca (história); em 1952, Versos de Todos os Tempos (poemas) e A Retirada de Apiahy (sobre a Revolução de 1932). Foi membro da Associação Brasileira de Escritores-SP, da Associação Paulista de Imprensa, do Centro Cultural de Casa Branca e do Instituto Histórico e Geológico de Sorocaba; sócio-correspondente do Centro de Ciências e sócio honorário do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo. Para o jornalista Aldo Cipolato, a poesia de Horta de Macedo equiparava-se à de Olavo Bilac e Paulo Setúbal. Segue-se um de seus poemas, de 1954, publicado no Diário de Jundiaí de 6 /3/1966.

Eu não sabia bem

como vos tratar,

em prosa ou verso,

o mais escorreito,

e de maior valor:

se Deus, “infinito, perfeito,

criador do universo”,

ou apenas Senhor.

De qualquer maneira,

seja lá como for,

em qualquer idioma,

em linguagem divina ou terrestre,

sois Deus e sois Senhor,

criador do Céu e da Terra,

nosso Pai e nosso Senhor.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de julho de ...
1885 Nascia em Penta, distrito de Salermo, Itália, Domingos Bisogni, fundador da Associação dos Alfaiates de Jundiaí.
1934 Nascia em Itatiba-SP a pintora e ceramista Helena Garcia.
1947 Nascia em Jundiaí o músico Antonio Marques (Toninho Marques).
1967 Falecia em Jundiaí, aos 42 anos, o diretor teatral Irineu Tromboni.
1981 Falecia em Pindamonhangaba-SP, o artista circense, humorista de rádio e cineasta Amácio Mazzaropi.
1982 Falecia em Jundiaí o pintor Orlando Rômulo Paschoal, participante do I Salão Jundiaiense de Belas Artes.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO