LESSI, SHIRLEY

(São Paulo, 16/11/1935) – Cantora e bailarina. Shirley Lessi estudou canto com Elvira Biancardi e Maria B. Tomanik e foi revelada para o rádio no final dos anos 40, participando dos primeiros programas de auditório da Rádio Difusora Jundiaiense. Tanto no antigo Cine Ideal – onde ela era anunciada por Daniel Paulo Nasser como “uma das principais vozes do rádio do interior” – como no Cine Theatro Polytheama, onde Wilson Martins e Tobias Muzaiel eram os seus apresentadores, Shirley cantou acompanhada pelo Regional E-6, sob comando de Mário Mazzola e Sebastião Chignolli. Ainda no Polytheama, participou em numerosos festivais beneficentes promovidos por Glória Rocha, de cujo corpo de baile foi integrante. Notabilizou-se, particularmente, como cantora de boleros e de músicas mexicanas, a ponto de ocupar o posto de lady-crooner da Orquestra Universal, que era regida pelo maestro Paulo Mário de Souza. Sua atuação como cantora estendeu-se à cidade de Campinas, onde, por diversas vezes, cantou acompanhada pela Orquestra do Maestro Toninho, tanto na Rádio Educadora como no Teatro Cultura Artística, e também teve oportunidade de se apresentar no Teatro Municipal, por ocasião de um show com a cantora Linda Batista, então cognominada “uma das rainhas do rádio brasileiro”. Teve participação, ainda, em vários programas de televisão, logo que esta apareceu no Brasil, no início dos anos 50. Ganhou destaque, especialmente, na antiga PRF-3, da extinta Rede Tupi de Rádio e Televisão, participando dos programas de Homero Silva, onde era acompanhada por Rago e seu Conjunto. Nessa emissora, chegou a ser indicada para o título de Miss Televisão e foi eleita segunda princesa no final do concurso. Como estudante da Escola Normal de Jundiaí, conquistou, na mesma época, o título de 1ª Princesa, em concurso realizado entre as alunas. Sua carreira prosseguiu até o ano de 1952, quando resolveu deixá-la para pensar na constituição de sua futura família. Casada com o engenheiro Paulo Beviláqua, Shirley morou em Atibaia, Lins, Bragança e Limeira, retornando, por fim, a Jundiaí.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 12 de abril de ...
1898 Nascia em Jundiaí o professor Oscar Augusto Gelli.
1929 Nascia em Jundiaí o ator e bailarino Jayro de Barros Lara.
1935 Nascia em Jundiaí o violonista e luthier Romualdo Russo.
1942 Falecia em Jundiaí o desenhista, projetista e construtor César Ferrari.
1946 Nascia em Casa Branca-SP a pintora Juçara Pimenta de Pádua Colagrossi.
1959 Falecia em Campinas-SP, aos 84 anos, o Padre Felisberto Schubert, reorganizador da Ordem Salvatoriana no Brasil.
1988 Falecia em Jarinu-SP, aos 59 anos, o ator e bailarino Jayro de Barros Lara.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO