JUNDIÁ FILMES

Filmagem de Nas Garras do Destino no Bairro do Bonfim, em Cabreúva. O cameramen é Élio Cocheo e os focalizados na cena são Luigi Picchi e Aurora Duarte.

Nos anos 1950, a cidade viveu uma experiência incomum de filmagens e astros. Foi nesse furor que surgiu a Companhia Jundiá Filmes, liderada pelo jornalista e cineasta Innocêncio Mazzuia e pelo empresário Américo Mean, com a proposta inicial de produzir documentários para serem exibidos nos cinemas da cidade. Mas em 1957 a Jundiá resolveu ir mais longe, realizando o filme que se intitularia O Justiceiro, baseado em história escrita por Mazzuia. Para a concretização desta ideia, ela contou com o apoio de empresas como a Cica e as Indústrias Andrade Latorre, podendo, com isto, contratar alguns atores de renome nacional para a película, que no mesmo ano foi rebatizada para Nas Garras do Destino. Estrelado por Luigi Picchi, Aurora Duarte, Carlos Zara, Léo Avelar e Norma Monteiro, o filme contou com direção artística de Carlos Jayme Coimbra, que já havia dirigido Armas da Vingança (ganhador do Prêmio Sacy em 1953) e Dioguinho; a fotografia ficou por conta de Élio Cocheo (vindo das câmeras da Cineccitá italiana para a Companhia Vera Cruz em 1949) e a música com Enrico Simonetti. Também foram convocados vários atores jundiaienses para testes, sendo, a final, selecionados Reynaldo Bedin, José de Carvalho Júnior (Lima), Hugo Malagoli, Heitor Paulo Ranzini, Onésio Briganti, Francisco Xavier Negrão de Barros, Sebastião Paulo Penteado e Luiz B. Garcia para os papéis secundários. O argumento de Innocêncio Mazzuia, adaptado e desenvolvido por José Júlio Wielback, contava a história de um vilarejo do interior que agitado pela festa do padroeiro, vive uma tragédia com o assassinato do filho do coronel mais importante da região. Aparentemente o autor do crime seria um ex-rival político do coronel e ele teve que ser transferido para Jundiaí, onde estaria salvo de ser linchado pela população. As locações foram feitas no II Grupo de Obuses (depois, 12º G.A.C.), nas fazendas Eliza e Conceição e no Bairro do Bonfim, em Cabreúva. As últimas cenas foram filmadas na Vila Rami, que ainda contava com grandes áreas desocupadas. Em 1958 sua conclusão era saudada como a primeira superprodução jundiaiense. Em 1959, a fita foi lançada com o título Crepúsculo de Ódios, ocorrendo a estreia em uma sessão de gala no Cine Ipiranga, com renda em benefício das entidades assistenciais. Na ocasião do lançamento, uma companhia de São Paulo teria apresentado proposta para distribuir o filme com exclusividade em todo o território nacional, mediante, inclusive, um bom adiantamento financeiro à Jundiá Filmes, porém a mesma foi recusada pelos acionistas. A distribuição no Rio foi feita pelo Circuito Plazza. Uma nota trágica ligada a essa produção foi a morte da atriz Norma Monteiro, aos 25 anos, que atirou-se do Viaduto do Chá, em São Paulo, alguns dias antes da estreia.

Aurora Duarte, a estrela do filme, em cena filmada
na Fazenda Conceição
Noticiário da imprensa sobre o filme ao início das contratações de atores
Léo Avelar, Lima, Décio J. Melo e Sebastião Penteado, em cena de Crepúsculo de Ódios
Depois de passarem por testes, atores jundiaienses foram convocados para participar das filmagens
Sebastião Penteado e Luigi Picchi, em uma das cenas do filme de 1959
O filme foi anunciado, com destaque, nos grandes jornais de São Paulo
Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 21 de junho de ...
1912 Nascia em Jundiaí o carpinteiro e escritor Donato Rullo.
1926 Era fundada em Jundiaí a Associação Esportiva Jundiaiense.
1943 Nascia em Jundiaí a pintora e arte-educadora Sueli Ferreira.
1960 Nascia em Jundiaí a artista plástica Helena Beatriz Galvani.
1961 Nascia em Jundiaí o poeta e romancista José Carlos Zâmbolli.
1981 Nascia em Jundiaí a bailarina Marcela Molena.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO