GNECCO, YOLANDA

(São Vicente-SP, 11/9/1949) – Pintora. Assina Yogne. Yolanda Gnecco iniciou a atividade artística em 1978, trabalhando com decorações para festas de aniversário, teatro e escolas. Em 1979 fez cenários para apresentações de balé das peças Bolero e O Pequeno Príncipe, dirigidas por Marilu Müller. Passou a desenvolver a pintura em óleo sobre tela a partir de 1983, com o artista plástico Élvio Santiago. Em seguida, buscou o seu aperfeiçoamento nesta técnica e o conhecimento de outras, frequentando os seguintes cursos: 1985 – Técnicas de artesanato, poliéster, óleo sobre tela e outras, com a artista plástica Sônia Regina Marquete Zuqueto; 1992 – Óleo sobre tela, na Academia de Artes Sérgio Longo (Jundiaí); 1996 – Curso de Aquarela Pincéis Tigre, com as professoras Iole de Natali e Ivone Beltran Fernandes; Workshop Sudameris de Arte, com o pintor Cláudio Tozzi e o crítico de arte Felipe Senatore e palestra do crítico Jacob Klintowitz, no Museu Histórico e Cultural de Jundiaí; Curso de pintura em parede e texturas, ministrado pela arquiteta e artista plástica Carla Fazenda; 1997– Curso de Cerâmica Artesanal ministrado pela ceramista norueguesa Birgt Blikstad (1997); 1998 – Workshop A Poética da Pintura no Universo Iconográfico, com a artista plástica Carla Fatio no Centro Cultural Fiesp (São Paulo); 1999 – Curso A Poética da Pintura, ministrado pela artista plástica Carla Fatio (Funarte, São Paulo). Desde 1996, Yogne desenvolve trabalho de pintura com os idosos da Cidade Vicentina Antonio Frederico Ozanan, como professora voluntária. Em 1998 atuou como jurada na seleção dos trabalhos apresentados em concurso da EEPSG Conde do Parnaíba. Atualmente, ministra trabalho com crianças, adolescentes, adultos, idosos, aulas especiais para crianças e adultos portadores de síndrome de Down. Está catalogada no Anuário Jundiaiense de Artes Plásticas, edições de 1997, 1998 e 1999, e no Artes Plásticas Brasil (Júlio Louzada Publicações, 1998 e 1999). Exposições: 1991 – Mostra de Orebro (Langobrotargo, Suécia); 1993 – Coletiva no Centro Cultural Tao Sigulda (Campo Limpo Paulista-SP); Individual no Unibanco, Ag. de Jundiaí; Individual na Casa da Cultura de Jundiaí; individual no Paineiras Center (Jundiaí); Coletiva no Centro Cultural Tao Sigulda (Campo Limpo Paulista-SP); Pão & Poesia I – A Arte Contra a Fome (Parque Municipal Comendador Antonio Carbonari, Jundiaí); 1994 – Coletiva no Centro Cultural Tao Sigulda (Campo Limpo Paulista-SP); 1995 – Salão de Arte Contemporânea de Santo André (SP); III Mostra de Arte Vicente de Souza Pinto (Jundiaí); 1996 – Organização, realização e participação em coletiva com seus alunos no box duplo do Centro das Artes (Jundiaí); 1997 – Organização, realização e participação na I Mostra dos Artistas Pintores da Cidade Vicentina, no box duplo do Centro das Artes (Jundiaí); organização, realização e participação na II Mostra dos Artistas Pintores da Cidade Vicentina, no Solar do Barão de Jundiaí; 1998 – I Prêmio Best de Expressão Social (classificada em 3º lugar, na modalidade Texto e Imagem); coletiva de lançamento do Anuário Jundiaiense de Artes Plásticas-98, no Grêmio Recreativo C.P. (Jundiaí); organização, realização e participação em coletiva com seus alunos na Casa da Cultura de Jundiaí; organização, realização e participação em coletiva com os Artistas Pintores da Cidade Vicentina na Ordem Rosacruz (Jundiaí); 1999 – Organização, realização e participação na coletiva Inspiração, na Casa da Cultura de Jundiaí; organização, realização e participação em coletiva com seus alunos no Gabinete de Leitura Ruy Barbosa; coletiva no Complexo Argos, na inauguração do Centro de Exposições Cecília Meirelles; 2000 – Participação na coletiva Germinação, realizada na Funarte/São Paulo; 2001 – Organização e participação na coletiva LiberArte, realizada no Paço Municipal de Jundiaí, com obras de seus alunos: Ana Luísa Lorençon Bernardi, Apálece Nardini, Anderson Henrique Lança, Ana Carolina Trientine, Émerson R. Gurgel do Amaral, Júlia Petroni Milharcim, Júlia do Amaral Ceolin, Laís Shur Dake, Laura Brandão Shenkel, Lisiane Sammartino, Maria Fernanda Trientini, Hélio Fernando Garcia, Vanessa Sardisco de Antonio, Viviane do Carmo de Oliveira e Thais Helena do Amaral. 2002 – Exposição individual Deusas, no Gabinete de Leitura Ruy Barbosa; coletiva no Senac/Jundiaí e diversas mostras no Café Brasil. Canto – Paralelamente à pintura, a partir de 2002 Yogne começou a mostrar outra faceta da sua cultura artística, apresentando-se como cantora nos encontros musicais das terças-feiras, na sede central do Clube Jundiaiense, e depois, às quintas-feiras no Gran Café, do Grande Hotel. Em 2003, participou da gravação do CD Terça Nobre, cantando Iolanda.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 24 de abril de ...
1875 Nascia em Petrópolis-RJ o músico Eduardo Tomanik.  
1929 Nascia em Jundiaí o cantor Durval de Brito Salles.
1957 Nascia em Jundiaí o violeiro e violonista Lázaro Purgato, conhecido como Corvo Branco ou Corvo Campeiro.
1959 Nascia em Itatiba-SP a pintora Elisabeth Fontana Suzan.
1971 Nascia em Jundiaí Débora Emi Mitsunaga, a primeira brasileira descendente de japoneses a ser eleita Miss Nikkey Internacional.
1976 Nascia em Campinas-SP o músico Christian Ricardo Guerreira dos Reis.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.
1985 Nascia em Jundiaí o ator e diretor teatral Ricardo Luiz Grasson.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO