FREITAS, JOAQUIM CANDELÁRIO DE

(Itapui-SP, 20/1/1907 +Jundiaí, 18/2/1969) – Professor, orador e literato. Educado no Seminário Menor Metropolitano da Arquidiocese de São Paulo, em Pirapora, Joaquim Candelário revelou, bastante cedo, os seus dons para a oratória e o ensino de línguas, destacando-se, ainda, como exímio futebolista. Formado professor em 1925, veio iniciar sua carreira em Jundiaí, lecionando na Escola SENAI Ferroviária, no Ginásio Rosa e nas Escolas Padre Anchieta, onde deu aulas até pouco antes de falecer. Paralelamente ao magistério, o professor Freitas também exercitou a política partidária, sendo eleito para os cargos de vereador (em três legislaturas, inclusive a primeira, instalada em 1948) e de vice-prefeito (na gestão de Luiz Latorre). Foi, também, presidente e orador oficial do Gabinete de Leitura Ruy Barbosa e membro-fundador e grão-mestre da Loja Maçônica Amor e Concórdia. Teve, ainda, intensa atividade literária, colaborando na imprensa com artigos que sempre fizeram denotar o seu grande saber e o seu respeito pela língua pátria. Foi agraciado com o título de Cidadão Jundiaiense em 1962 e, após sua morte, lhe foram rendidas homenagens com a atribuição do seu nome a uma escola estadual, ao viaduto da Vila Rio Branco e a uma avenida de Várzea Paulista, além de ser instituída, com o seu nome, Medalha de Mérito que é outorgada anualmente pela Câmara Municipal de Jundiaí.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de junho de ...
1966 Nascia em Montevidéu-Uruguai a coreógrafa Lis Michele Garcia Alaniz Lopes.
2008 Falecia em Jundiaí, aos 63 anos, a pianista e bailarina Teresa Cristina Sciamarelli.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO