FREITAS, AGOSTINHO BATISTA DE

(Campinas, 1927) – Pintor e gravador autodidata. Saiu de Campinas aos 12 anos, indo morar em São Paulo, onde em 1951, foi descoberto por Pietro Maria Bardi, quando pintava seus quadros no Vale do Anhangabaú. O então diretor do MASP convida-o a executar uma vista de São Paulo e, a partir daí, torna-se conhecido e respeitado no meio artístico paulistano. Executa seus trabalhos num sítio, onde reside sozinho, nos arredores de Jundiaí, tomando sempre, como ponto de partida, fotografias tiradas por ele próprio dos locais escolhidos. O marchand Roberto Rugiero, especializado em ingênuos e primitivos, e que trabalha com Agostinho desde 1978, classifica-o como um dos poucos artistas do mundo que faz iconografias urbanas. Carla Lancastre, do jornal O Globo, comentando uma de suas exposições, realizada em 1990, no Rio de Janeiro, colocou-o entre os mais importantes pintores ativos da arte naif brasileira, situando-o ao lado de José Antonio da Silva e Antonio Poteiro, dois expoentes nesse estilo de pintura.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 24 de junho de ...
1905 Nascia em Jundiaí o ator Pompeu Perdiz.
1912 Nascia em Itatiba Luiz Latorre, empresário e ex-prefeito de Jundiaí.
1946 Entrava no ar a Rádio Difusora Jundiaiense.
1971 Nascia em Jundiaí a artista plástica Leila Alves Lopes.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO