COSTA, FERNANDA RÉGIA

(São Paulo, 10/10/1972) – Atriz e cenógrafa. Nome artístico: Fernanda Régia. Atua no teatro desde 1988, havendo recebido, ao longo de sua carreira, diversas premiações. Conta, em sua formação, com cursos realizados no Ballet-Teatro Oficina, de Jundiaí, sob orientação de Jô Martin (1989), e no Cine-Teatro de Campo Limpo Paulista, sob orientação de João Justino Leite (1991/1992); oficina de preparação vocal, com Eudósia Acuña Quinteiro (Fepama, São Paulo, 1992); Oficina de Improvisação Teatral (Método Viola Spolin), ministrada por José Manoel (Fenateca da  Cidade do Cabo-PE, 1993); oficina A História do Teatro, com Rubem Rocha Filho (Fenateca da Cidade do Cabo-PE, 1994); workshop de Cenografia e Figurino, com Daniela Thomas (Oficina Cultural Oswald de Andrade, São Paulo, 1994); workshop Trilha Sonora, com José Miguel Visnik (Oficina Cultural Oswald de Andrade, São Paulo); Curso Profissionalizante de Formação de Ator (Teatro-Escola Célia Helena, São Paulo, 1993/1994)); Oficina Cenas para Teste, ministrada por Valdir Rivabem (Oficina Cultural Amácio Mazzaropi, São Paulo, 1995); Iniciação em Técnicas Circenses (Circo-Escola Picadeiro, São Paulo, 1997); Oficina de Cenografia, com Clóvis Garcia (Feste, Pindamonhangaba-SP, 1998); Oficina A Expressão Corpóreo-vocal de Comunicação, com Marlene Fortuna (Pindamonhangaba-SP, 1998), e teve aulas de preparação vocal com Maria do Carmo Bauer (Sated, São Paulo, 1977). Nos anos de 1996 e 1997, Fernanda Régia fez parte do Coral Clap, sob regência de Cláudia de Queiroz. Em 1991 foi cofundadora do Grupo Teatral Jundiaí Presente (1991), através do qual conquistou os prêmios de Melhor Cenógrafa do II Festival de Teatro Amador de Jundiaí (1992, peça Av. Ipiranga, 1972) e de Melhor Atriz, nos festivais de Jundiaí e de Cotia-SP (1993, peça Dias Difíceis Dentro da Dor do Desencontro, de Renatho Costa). Já na Cia. Paulista de Artes (que sucedeu o Jundiaí Presente), Fernanda conquistou o Prêmio Atriz-revelação do Festival de Teatro de Bragança Paulista de 1998 (espetáculo João e o Pé de Feijão). Ainda, nessa companhia, atuou em montagens como A Aurora da Minha Vida, O País dos Brinquedos Falantes, João e Maria, Cinderela, Teens e Rápidas de Arthur Azevedo.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 14 de junho de ...
1898 Falecia em Jundiaí, aos 56 anos, Antonio Damásio Santos, o primeiro jundiaiense nato a administrar a cidade com o título de intendente.
1912 Nascia em Jundiaí o pintor Arthêmio Matiazzo.
1924 Nascia em Milão, Itália, o fotógrafo Lívio Tagliacarne.
1928 Nascia no Rio de Janeiro a poetisa Hilda Santos da Silva.
1936 Nascia em Jundiaí o professor e engenheiro naval Dayr Schiozer.
1965 Nascia em Jundiaí a pintora Isabel Cristina Baptistella Araújo.
1986 Falecia em Jundiaí, aos 94 anos, a professora e poetisa Maria de Toledo Pontes.
2003 Falecia em Jundiaí, aos 73 anos, o artista plástico Issis Martins Roda.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO