CID, MARCELO

Jundiaí, 27/3/1975 – Contista, ensaísta e diplomata. Fascinado pelas culturas greco-romana e medieval, nelas Marcelo Cid encontra os temas da maioria de seus contos, quando não os encaminha para o fantástico e a ficção científica. Nesse gênero literário, publicou os livros Contos da Longa Noite (1996) e As Águas do Letes (1999), ambos pela Editora Literarte. Enquanto cursava Relações Internacionais na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Cid criou, com outros acadêmicos, o periódico Littera, no qual publicou diversos trabalhos em prosa. Em 1998 conquistou Menção Honrosa no Concurso de Contos da Fundação Casa da Cultura de Jundiaí, e foi também um dos cinco contistas premiados no II Festival Universitário de Literatura Xerox e Livro Aberto, do Editorial Cone Sul – o que lhe valeu a publicação do respectivo trabalho, em conjunto com os demais vencedores, em um livro de bolso. Como ensaísta, desenvolveu, com outros escritores, sob sua coordenação, alentado estudo sobre a vida e a obra do escritor Jorge Luís Borges, o qual resultou na publicação do livro Borges Centenário (EDUC, 1999). Vieram a seguir obras como: “Dialética”, de Santo Agostinho (tradução, Editora Letras Novas, 2004); “Philobiblon, ou O Amigo do Livro”, de Ricardo de Bury (tradução, Ateliê Editorial, 2007); “Tratado da Moeda”, de Nicolau Orésmio (tradução, Editora Literarte, 2010); “Os Unicórnios” (romance, Editora 7Letras, 2010, finalista do Prêmio São Paulo de Literatura em 2011); “Os Doze Nomes e Outros Contos” (Editora 7Letras, 2011); “Antologia Fantástica da Literatura Antiga” (Ateliê Editorial, 2016); “78” (romance, Editora 7Letras, 2017); “Entreatos” (Ateliê Editorial, 2019). DIPLOMACIA – Marcelo Cid cursou Relações Internacionais na PUC-São Paulo e em 2003 ingressou na carreira diplomática, após aprovação em concurso promovido pelo Instituto Rio Branco. Ocupa atualmente posto de Conselheiro depois de ter atuado junto às embaixadas do Brasil em Montevidéu (Uruguai), emColombo (SRI Lanka) e em Berlim (Alemanha) e também exercer o cargo de Cônsul-Adjunto em Hong Kong (2014-2017). Em 2018, de volta a Brasília, Marcelo foi designado para chefiar a Divisão de Oceania (DOCEAN) do Ministério das Relações Exteriores; em 2019, atuou como assistente do Brasil na Coordenação Geral do G-20. Entre agosto e outubro 2019 foi Coordenador de Cooperação Internacional do Instituto Rio Branco. Em 2023 passou a atuar como Conselheiro junto à Embaixada do Brasil em Praga (República Tcheca).

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 22 de abril de ...
1934 Nascia em Jundiaí a professora e musicista Janet Ferreira Prado.
1966 Nascia em Jundiaí a jornalista, advogada, professora universitária e escritora Kátia Raquel Bonilha Keller.
1970 Nascia em Ouro Verde-SP o ator Vanderlei Dias de Oliveira.  

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO