CATEDRAL NOSSA SENHORA DO DESTERRO

Originária de 1651, de aparência primitiva, lembrando uma grande capela, passou essa igreja por diversas reformas e reconstruções. Do estilo luso-brasileiro, foi adaptada, em 1886, para o estilo néo-gótico, pelo famoso engenheiro e arquiteto Ramos de Azevedo. De 1921 a 1926, ela passou por uma grande reforma interna e externa, vindo completar-se, então, o seu estilo, com a construção das capelas absidíolas. Observa-se, em seu interior, a decoração deixada pelo pintor sacro italiano Arnaldo Mecozzi, cujos trabalhos em Jundiaí se estenderam por todo aquele período. Completam a decoração interna belíssimos vitrais, confeccionados pelos vitralistas da famosa Casa Conrado, fundada por Conrado Sorgenight em 1889. Destacam-se no seu interior, entre outras obras de arte, um crucifixo de porcelana em tamanho natural e um órgão de fole Cavaille Coll, ambos ofertados pelo Conde do Parnaíba, que os trouxe da França em 1879. e as imagens da Sagrada Família, em estilo barroco, esculpidas em madeira, datadas de 1851. A antiga matriz adquiriu status de Catedral em 1966, com a criação da Diocese de Jundiaí.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 22 de abril de ...
1934 Nascia em Jundiaí a professora e musicista Janet Ferreira Prado.
1966 Nascia em Jundiaí a jornalista, advogada, professora universitária e escritora Kátia Raquel Bonilha Keller.
1970 Nascia em Ouro Verde-SP o ator Vanderlei Dias de Oliveira.  

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO