CARVALHO, JOSÉ LUIZ DE

(Jundiaí, 8/6/1941) – Músico, poeta e desenhista. Filho de Herculano de Carvalho e Cristina Pereira de Carvalho. José Luiz  resolveu estudar música, quando criança, após ganhar de sua mãe uma pequena sanfona de papelão com dois baixos e dez botões para a melodia. Aos 14 anos, iniciou seus estudos de música com a professora Marilena Bomeisel, neta do maestro João da Silva Oliveira, aprendendo a divisão musical pelo método Bona. Ainda com a professora Marilena, fez a sua iniciação na parte instrumental. Depois, teve como professor de violoncelo o músico e maestro Manoel Dias. Para dar continuidade e concluir os seus estudos, ingressou no Conservatório Musical de Jundiaí, onde teve como professora D. Guaraciaba (filha do maestro João Oliveira) na matéria complementar de Teoria Musical, enquanto na parte instrumental foi aluno da professora Janet Ferreira Prado. Diplomou-se como professor de acordeão em 1992, após estudar teoria musical, análise harmônica, pedagogia musical e história da música. Depois de formado, lecionou o seu instrumento particularmente e também deu aulas no conservatório jundiaiense, na qualidade de estagiário, ensinando Teoria Musical. Participou de diversas audições clássicas em Jundiaí e também fez parte do conjunto The Watts (anos 1960), se apresentando em diversos clubes da região. Nos anos 1970, experenciou as artes plásticas, participando de várias exposições em Jundiaí, como o I Encontro de Arte do Teatro Estudantil Rosa (1973) e a II e III Mostras de Arte do Clube Beneficente e Recreativo 28 de Setembro (1973 e 1974). Também expôs os seus trabalhos em Várzea Paulista e no Casarão, em Campinas. A sua estreia no campo literário deu-se em 1985, com a conquista de Menção Honrosa no VII Concurso Nacional de Poesia da Revista Brasília, ao qual concorreu com o poema Natureza-Homem = Homem-Natureza, que veio a figurar na coletânea Valores Literários do Brasil 86. Publicou, em 2004,  Poesia, Música e Capoeira, livro em que aborda a presença da música na prática da capoeira e apresenta algumas das suas criações nessa área.  Possui, prontos, porém inéditos, mais os seguintes livros: Um grande homem na Terra – Uma imensa alma no Céu; Eu sou a Ressurreição e a Vida; Caminhos do Amor; Palavras em homenagem à Virgem Maria; Meu encontro com tudo e com todos – Porém longe de todos e de tudo é que encontro tudo; O Silêncio do Vento; O Poeta Escondido; Confiemos em Maria, a Mãe do Filho de Deus; Fantasias da Terra – Pensamentos do Céu. Entre suas composições encontram-se hinos em homenagem ao município e à padroeira de Várzea Paulista, ao bispo D. Gabriel, à Madre Theodora e aos motoqueiros de Jundiaí. Tem obras doadas à Biblioteca de Várzea Paulista, ao Museu Sacro de Itu, ao Convento São José e ao Gabinete de Leitura Ruy Barbosa, de Jundiaí.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 13 de junho de ...
1966 Nascia em Montevidéu-Uruguai a coreógrafa Lis Michele Garcia Alaniz Lopes.
2008 Falecia em Jundiaí, aos 63 anos, a pianista e bailarina Teresa Cristina Sciamarelli.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO