BUZATTO, LUCIANO

(Jundiaí, 1/12/1962) – Poeta e cronista. Filho do fotógrafo Antonio Buzatto e da contabilista Vera Savoy. Começou a escrever poesias aos 13 anos e aos 18 integrou a antologia Caminhando Juntos, organizada pelas poetisas Josefina Rodrigues da Silva e Luíza da Silva Rocha Rafael, publicando um total de 16 poemas. Desde essa época, Luciano participa de antologias e de concursos literários realizados em todo o país, havendo conquistado diversos prêmios. É membro veterano e presidente da Academia Juvenil de Letras e Artes de Jundiaí (A.J.L.A.J.), tendo, nessa condição, coordenado a publicação das antologias Poesia – Um Jogo Sem Torcida (Ed. Scortecci, 1991); Caminhos do Vento (idem, 1994); Cassiopea (idem,1994) e Espaço Compartilhado (idem, 1996). Criou, em 1994, com os membros mais antigos da A.J.L.A.J., o Grupo Literário Transporarte, também visando à edição de obras coletivas. Paralelamente à atividade literária, Luciano soma uma série de outros trabalhos na área cultural, havendo sido, em Jundiaí, pioneiro no marketing cultural e na produção de grandes espetáculos teatrais. Foram trazidos para Jundiaí, por seu intermédio, espetáculos como: Dona Doida – Um Interlúdio, com Fernanda Montenegro; show com Chico Anysio; a peça teatral Inseparáveis, com Irene Ravache, Eduardo Conde e Jussara Freire; Enfim Só…, com Rogério Cardoso (o Rolando Lero da Escolinha do Professor Raymundo); O Analista de Bagé, com Cláudio Cunha e Melissa Mell; Nove Semanas e 1/2 de Amor, com Vitor Branco e Patrícia Iwanowski; Sua Excelência, o Candidato, com Nicole Puzzi, Luís Carlos de Moraes, Serafin Gonzales, Hilton Have, Paulo Hesse, Rosana Penna e Ken Kaneko; De Artista e Louco Todo Mundo Tem Um Pouco, com Alice de Carli e Íris Bruzzi; Pensa que é Bonito Sê Feio?, com Ivan Gomes (o Batoré); Os Saltimbancos, com Paolino Raffanti, Camila Raffanti e Antonio Veloso, Coral da Universidade de São Paulo (Coralusp), sob regência do maestro Benito Juarez. Também empresariou vários espetáculos do grupo Rique & Queli. Luciano tem se destacado, ainda, na luta em defesa do meio ambiente e da cidadania, servindo-se de diferentes canais – principalmente a Internet – para difundir os seus artigos e crônicas, com esse objetivo. Entre 1998 e 2002, Luciano integrou a Academia Jundiaiense de Letras, ocupando a cadeira nº 22, que tem como patrono o poeta e dramaturgo Innocêncio Mazzuia. Em 2003, foi eleito Intelectual do Ano na cidade de Itapira. Segue, de sua autoria, o poema Dentro da Gente, classificado no I Concurso de Poesias do Centro Cultural Aricanduva:

Dentro da gente

há um quarto escondido,

trancado e contido.

Guardamos lá muito pó,

móveis antigos, lembranças,

e uma criança esquecida e só.

O quarto nunca mais foi arrumado.

A criança nunca mais viveu.

Dentro da gente

há um ser alegre e amado

que nunca mais floresceu.

A luz incandescente

não transpassa esse muro,

para em frente do quarto escuro,

dentro da gente.

E a luz aí fica contida,

na porta a bater com esperança,

tentando acordar a criança,

que um dia fomos na vida.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 16 de junho de ...
1927 Nascia em Jundiaí o escritor jurídico e fotógrafo amador Walter Campaz.
1952 Nascia em Morungaba-SP a contista, cronista e artista plástica Maria Helena de Paula Gomes Dias (Lena).
1966 Falecia em Jundiaí, aos 73 anos, o professor João Duarte Paes.
1982 Falecia em Jundiaí, aos 47 anos, o professor, jornalista e radialista Nelson Álvaro de Figueiredo Brito.
1987 Falecia em Jundiaí, aos 83 anos, o intelectual autodidata Walter Gossner.    
2023 Falecia em Jundiaí, aos 82 anos, o advogado, radialista e professor universitário Reinaldo Ferraz de Barros Basile.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO