BROMBAL, ANSELMO

(Jundiaí, 1953) – Jornalista. Anselmo Brombal iniciou suas atividades na imprensa em 1970, exercendo as funções de técnico de som, discotecário, programador e locutor na Rádio Santos Dumont. No final de 1971 estendeu sua atuação ao Jornal da Cidade, trabalhando como revisor, no período noturno. No ano seguinte, com a posse de Waldemar Gonçalves na chefia da redação, foi destacado por ele para a função de repórter policial e, daí algum tempo, passou a responder pelo fechamento das edições, juntamente com Gustavo Leopoldo Maryssael de Campos, então sócio-proprietário do jornal. Em 1977, por divergências internas, acabou deixando o jornal para trabalhar na Argos Industrial. Retornou ao JC no ano seguinte, a convite do diretor Pedro Geraldo de Campos, passando, então, a trabalhar à noite, primeiro como arte-finalista, e depois, integrando a equipe do suplemento Jornal da Mulher, ao lado de Nádia Trímboli, Gaetano Gennari e Élio Cocheo. Em 1988 voltou a trabalhar exclusivamente no JC, atuando, inicialmente, na produção do suplemento Domingo Especial e, em seguida, nos eventos promovidos ou apoiados pelo jornal, tais como os campeonatos infantis de pesca, passeios aéreos, passeios de jipe etc. Em 1994, a convite do editor-chefe Alcir de Oliveira, assumiu o posto de chefe de reportagem, no qual permaneceu até o final de 2004.  Seguindo na carreira, esteve à frente de diversos tabloides, de circulação periódica, como o jornal do Parque Eloy Chaves e o Cidade de Jundiaí, até fixar-se como editor do jornal Novo Dia. Também atuou fez assessoria para o prefeito Miguel Haddad e para o vereador Gustavo Martinelli. Em 2018 publicou o livro Gente da Nossa Terra (Cruz de Malta Editores Associados), com o objetivo de “registrar algumas pessoas que estão ajudando a construir o mundo em que vivemos” e “deixar marcado o lugar que cada uma ocupa e o trabalho que vem fazendo”. Atualmente dirige o tabloide “Novo Dia”. Brombal é formado em Comunicação Social pela Faccamp, com habilitação em Jornalismo.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 17 de julho de ...
1892 Nascia em Castel Viscardo, Itália, o músico Odorico Stefani.
1918 Nascia em Jundiaí o ator e comediante Gentil Bervert.
1929 Nascia em Jundiaí o advogado, poeta e cantor João Lopes de Camargo.
1988 Falecia em Jundiaí, aos 59 anos, o músico e desenhista autodidata Leonardo Scarpim (Nardinho).
1996 Falecia em Jundiaí, aos 89 anos, o odontólogo e músico Isaac da Silva Bellini.
1997 Falecia em Jundiaí o cantor, compositor e cineasta Moacyr de Almeida Ramos.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO