BROCHADO, JOSÉ DE OLIVEIRA

Ferroviário, jornalista e vereador. Dividiu com João Baptista Figueiredo e Alceu de Toledo Pontes a redação e direção do jornal A Comarca, na década de 20, quando esse órgão começou a circular em Jundiaí. Quando componente da Câmara de Vereadores, coube-lhe fazer a saudação a Amadeu Amaral, por ocasião da visita desse escritor a Jundiaí. Na Companhia Paulista de Estradas de Ferro, onde ocupou altos cargos, foi responsável pela organização de um dos melhores serviços de estatística do País em sua época. Teve atuação destacada, também, no Conselho da Caixa de Aposentadorias e Pensões dos Ferroviários, colaborando na elaboração da Lei Monlevade-Eloy Chaves, e foi o introdutor do serviço de holerites no Estado de São Paulo. Em 1955, o nome de Oliveira Brochado foi atribuído a uma das travessas da Rua Rangel Pestana.

Encontrou algum erro?

Envie uma correção

EFEMÉRIDES
Em 20 de julho de ...
1885 Nascia em Itu-SP o músico e maestro José Maria dos Passos.
1938 Falecia em Jundiaí, aos 63 anos, o médico Domingos Anastasio.
1947 Falecia em Jundiaí, aos 41 anos, o Professor João Muto.
2001 Falecia em São Paulo, aos 30 anos, o ilustrador e criador de histórias em quadrinhos e livros infantis Émerson Eduardo Luiz.
2002 Falecia em Jundiaí o ritmista Island Júnior.
2003 Falecia em Jundiaí, aos 90 anos, o violonista amador José Levada. Falecia em Jundiaí, aos 90 anos, o violonista amador José Levada.
2019 Falecia em Jundiaí o metalúrgico, radialista e ex-vereador Rolando Giarola.

Saiba mais sobre estes e outros personagens, instituições e fatos ligados às Artes, à Cultura e à História de Jundiaí navegando pela nossa Enciclopédia Digital.

Acompanhe nossas Redes sociais
Parceiros

Copyright © 2021 Jundipedia. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por PROJECTO